ENTREVISTA

Comportamento ético nas redes sociais

Fui entrevistado pela Lola Magazine para uma matéria sobre o comportamento ético e etiqueta nas redes sociais. A íntegra da entrevista você encontra aqui.

Parte 1 - O que não fazer

http://youtu.be/Yr4Cboj_K20

Parte 2 - Cuidado com as opiniões

http://youtu.be/7omjWKJxBAA

Parte 3 - Fotos roubadas na Internet

http://youtu.be/N58UxKMUNP8

Parte 4 - Ética na Internet

http://youtu.be/ImnJC6JODAI

Parte 5 - Carreira

http://youtu.be/PNC3U_-tsmE

Existe algum tipo de assunto que não deve ser postado em redes sociais e blogs?

Mario Persona - As redes sociais e os blogs nada mais são do que diferentes canais de expressão para aquilo que já fazemos todos os dias: conversar com as pessoas. Porém a Internet conseguiu turbinar nossa conversa, e agora o ouvido de quem nos escuta é do tamanho do mundo. Você deve conhecer pessoas mexeriqueiras, do tipo que é só você contar um segredo e ela espalha para todo mundo. Pois é preciso enxergar a Internet como uma grande fofoqueira, sem limites para o que é capaz de fazer com o que dizemos ali.

O engano é achar que o que dizemos para alguém ou comentamos em um pequeno círculo de amigos irá permanecer ali. Ao contrário, nossas palavras ficam gravadas em pedra eletrônica, e isso pode trazer problemas. Começa quando decidimos enviar um email super confidencial, e o programa de email faz o favor de preencher automaticamente o endereço sem nos darmos conta disso. Um médico militar, que pretendia enviar o diagnóstico confidencial e delicado de um soldado a um colega do hospital, não percebeu que esse tal de preenchimento automático simplesmente assumiu o nome de seu catálogo de endereços que continha os emails de todos os soldados do quartel.

Opiniões dadas em listas de discussão, fóruns e comunidades podem servir de munição para um processo contra você. O pior é que para estes casos não existe um exterminador do futuro. Anos depois de você passar por todos os problemas e conseguir resolvê-los, aquilo pode começar a pipocar em outros lugares. Alguém copia para outro fórum, que cai nas mãos de alguém que copia para outro e assim vai. Sabe aquele e-mail da menininha doente pedindo orações ou doações? Já deve ter uns 20 anos que ela sarou, mas a gente continua recebendo a mensagem.

O melhor é saber que, apesar de qualquer assunto poder ser postado em redes sociais, devo verificar sempre se não irá causar problemas para mim, para quem o ler, ou para quem for citado nele. Mandar uma mensagem nas redes sociais é como rasgar um travesseiro de plumas ao vento. Depois fica impossível recolher todas as penas.

O que acha das pessoas que publicam preferências políticas, e outras opiniões mais polêmicas? É aconselhável?

Mario Persona - Esse é um campo minado, e devemos caminhar nele com muito cuidado. Se minha opinião é minha preferência e não fere ninguém, então não há por que não expressá-la e correr o risco de levar uns tabefes de quem tem uma opinião contrária. Existem pessoas que torcem para diferentes times, têm diferentes gostos e vão a diferentes lugares. Elas não irão sempre concordar entre si e todas tentarão convencer umas às outras do contrário.

Já quando as opiniões envolvem o nome de terceiros, a coisa pode ficar mais complicada. Então, se escrevo, devo assumir as consequências disso caso a pessoa citada não goste. Quão grave é o que eu disse? Quais as consequências? Estou pronto para sofrer o dano? Estas são perguntas que sempre devemos fazer antes de clicar no botão de enviar.

Há também áreas nebulosas onde nem sempre as coisas são preto no branco, e há também assuntos que podem ser considerados tabu ou entendidos como discriminação por alguns. Eu acho que os assuntos que podem ser interpretados como discriminação são um grande problema hoje, porque vivemos uma espécie de caça às bruxas. Etnias, raças, credos e estilos de vida que antes eram perseguidos ganharam uma justa proteção da lei, porém o resultado disso foi que passaram a perseguir quem ousar sequer insinuar algo que possa ser interpretado como discriminação.

Então, se você disser que prefere as loiras, poderá ser visto como racista até pelas ruivas. Se confessar sua fé com mais ousadia, poderá ser acusado, pelos de outras crenças ou de fé nenhuma, como radical fundamentalista. Se aprovar certos costumes e desaprovar outros, pode acabar massacrado pelas mesmas redes sociais como retrógrado ou medieval. 

Em suma, a mesma tecnologia que democratizou a comunicação entre as pessoas e ampliou seu poder de proclamar aos quatro ventos o que pensam, pode também tolher a opinião pessoal e obrigar todos a se acomodarem na média. O problema é que, não importa qual seja a opinião de alguém, ela sempre será diferente da opinião de outros e irá incomodar quem não comungar com ela.

Que tipo de fotos devem ser postadas?

Mario Persona - Sempre que você coloca uma foto sua numa rede social, lembre-se de uma regrinha básica, que serve também na hora de postar suas opiniões: somos mutáveis e pode ser que o que eu disse hoje, ou quis que as pessoas vissem de mim, não será o que direi ou serei amanhã. 

É mais ou menos como fazer uma tatuagem. Soube de um garoto que rapou a cabeça e tatuou todo o couro cabeludo achando que quando chegasse à idade adulta bastaria deixar o cabelo crescer, caso aquilo interferisse na hora de encontrar emprego. Só depois foi que ele se deu conta de que vinha de uma linhagem de notórios carecas, tanto do lado do pai quanto da mãe.

Não se engane pensando que sua imagem ou vídeo só vai aparecer para quem você enviou. Não vai. Alguém sempre copia e multiplica. Além disso, você deve conhecer alguém que já teve seu celular ou câmera roubada, não é? O que acha que o bandido pode querer fazer com as fotos e vídeos picantes que você tinha armazenados lá? Isto se ele não tiver a ideia de envolver você em uma chantagem daquelas! Ou ambas as coisas.

Conheço gente que pensa em voz alta, e é aí que está o perigo. Quem não tem freios fica mais vulnerável quando participa de redes sociais. Sabe como é, pessoas que gostam de se gabar de dizer o que lhes vêm à cabeça. O problema é que antigamente elas eram ouvidas por uma ou duas amigas, e hoje o que lhes vem à cabeça vai aparecer no placar de um estádio em jogo de decisão de copa do mundo.

O que é etiqueta na internet?

Mario Persona - Etiqueta é simplesmente agir de forma a não incomodar as pessoas. Antigamente a gente lia livros de etiqueta para nos adaptarmos aos padrões morais, culturais e sociais de nossa época, mas agora a coisa ficou tão embolada que é até difícil de estabelecer limites. O que pode ser considerado perfeitamente normal numa comunidade virtual, pode ser visto com horror pelos participantes de outra. 

Como nada na Internet é estanque, devemos tanto estar preparados para ver e ouvir horrores, como também para evitar sermos os autores do que será visto por outros com horror. O melhor mesmo é sempre perguntar se eu gostaria que dissessem isso de mim ou que fizessem isso comigo, antes de dizer ou fazer algo. 

Uma vez um garoto invadiu uma lista de discussões de negócios da qual eu era o moderador e fez misérias usando um nickname feminino e declarando-se o novo moderador. Como se não bastasse, começou a intimidar e ofender os participantes, que eram cerca de mil pessoas. Usei de um artifício para travar sua saída da lista, de modo que ele passaria a receber sempre os emails postados ali e não conseguisse mais sair. 

Depois usei de um pouco de técnica de engenharia social e conhecimento de redes para rastreá-lo, até descobrir quem era, a cidade onde morava e a firma onde trabalhava em outra cidade. Aí comecei a postar mensagens dando a entender que eu sabia quem ele era. Os outros participantes não suspeitavam do que eu estava falando, mas ele sabia. 

Tanto é que acabou escrevendo diretamente para mim com seu verdadeiro nome quando insinuei que iria informar seus empregadores do que ele tinha feito. Disse a ele para se desculpar publicamente na própria lista, o que fez alegando ter entrado lá embriagado e tecendo uma longa confissão assinada com seu verdadeiro nome.

Anos depois fui surpreendido por um email desse rapaz preocupado. Aquela mensagem e as outras que postou na lista de discussão ficaram em algum servidor perdido pela Internet e agora eram encontradas por quem fizesse buscas com seu nome. Isso estava atrapalhando sua carreira. Era impossível ter acesso a elas e deletá-las.

Quais cuidados tomar quando o chefe é seu amigo no facebook ou te segue no twitter?

Mario Persona - O melhor é usar sempre de diplomacia na vida, no trabalho e nas amizades. Os excessos sempre serão punidos como excessos, não importa se você os cometeu no ambiente familiar, social ou profissional. Com as redes sociais essas áreas não são mais estanques. Hoje muitas áreas de RH, headhunters e empresas de recrutamento usam as redes sociais em busca de referências. 

Aquela foto que você publicou no Orkut ou Facebook com cara de ébria e cercada de latas vazias pode ser o balde de água fria num empregador que estava animado em contratá-la para um cargo de confiança. O modo como você trata seus amigos pode mostrar como você irá tratar os clientes da empresa que estava de olho em você. E o fato de só participar daquele site de pornografia pode dar a entender que é isso o que você irá acessar do trabalho.

Aqui entra também um outro alerta. É muito bom participar de redes sociais, mas como dizia um amigo meu, "tudo que é demais é demasiado". Você deve conhecer pessoas que vivem postando coisas absolutamente inúteis em intervalos de segundos. Certamente alguém assim não será capaz de se dedicar com afinco ao trabalho, pois o que faz nas redes sociais equivale ao fumante inveterado que acende um cigarro no outro.

O que acha das pessoas que combinam de se encontrar (jantares, festas, cinema), mesmo como amigos, publicamente?

Mario Persona - Isso é meio perigoso nos dias de hoje, quando muitos criminosos também passeiam pelas redes sociais em busca de suas vítimas. Se um deles souber que você e a família pretendem viajar de férias, com datas e horários de saída e chegada, pode achar tentador visitar sua casa no mesmo período. Mas é melhor eu não falar de outras possibilidades aqui, ou de como aproveitar-se de mensagens de pessoas que combinam se encontrar, porque ninguém garante que esses mesmos criminosos não estejam lendo isto em busca de ideias, não é mesmo? 

Entrevista concedida à Lola Magazine em 12/02/2011.

Entrevistas como esta costumam ser feitas para a elaboração de matérias, portanto nem tudo acaba sendo publicado. Eventualmente são aproveitadas apenas algumas frases a título de declarações do entrevistado. Para não perder o que eu disse na hora da entrevista, costumo gravar ou dar entrevistas por escrito. A íntegra do que foi falado você encontra aqui. 

Mario Persona é consultor, escritor e palestrante. Veja emwww.mariopersona.com.br

UM CONTADOR DE HISTÓRIAS

Com seu estilo inconfundível, o palestrante Mario Persona transforma grandes questões em conceitos simples e de fácil compreensão para qualquer audiência.

Um fino senso de humor e talento de cronista, aliados à experiência empresarial, lhe permitem extrair do banal o extraordinário e transformar "causos" corriqueiros em analogias perfeitas para a vida, carreira e negócios.

Para saber mais sobre o palestrante
clique aqui ou entre em contato para
receber uma proposta. Ou ligue para
(19) 99870-7899 / 99789-7939
contato@mariopersona.com.br

Laura Loft - Diário de uma recepcionista
Laura Loft
Diário de uma recepcionista
Marketing de Gente
Marketing
de Gente
Receitas de Grandes Negócios
Receitas de
Grandes Negócios
Gestão de Mudanças
Gestão de
Mudanças
Crônicas de uma Internet de verão
Crônicas de uma
Internet de verão
Marketing Tutti-Frutti
Marketing
Tutti-Frutti
Dia de Mudança
Dia de
Mudança
Crônicas para ler depois do fim do mundo
Crônicas para ler
depois do fim do mundo
Eu quero um refil!
Eu quero
um refil!
Meu carro sumiu!
Meu carro
Sumiu!
Moving ON
Moving
ON
Uma luta pela vida
Uma luta pela vida
Lia Persona Hadley
O Evangelho em 3 minutos - Mateus
O Evangelho em 3 minutos
Mateus
O Evangelho em 3 minutos - João
O Evangelho em 3 minutos
João
O que respondi - Vol. 1
O que respondi
Vol. 1
O que respondi - Vol. 2
O que respondi
Vol. 2
O que respondi - Vol. 3
O que respondi
Vol. 3
O que respondi - Vol. 4
O que respondi
Vol. 4
O que respondi - Vol. 5
O que respondi
Vol. 5
O que respondi - Vol. 6
O que respondi
Vol. 6
O que respondi - Vol. 7
O que respondi
Vol. 7
O que respondi - Vol. 8
O que respondi
Vol. 8
O que respondi - Vol. 9
O que respondi
Vol. 9
Você encontra os livros de Mario Persona também nestes endereços: