Mario Persona CAFE - Crônicas de vida, carreira e negócios.

"É prova de alta cultura dizer as coisas mais profundas
do modo mais simples" -
Ralph Waldo Emerson 

Mario Persona é palestrante, escritor, conferencista, consultor, tradutor, professor de comunicação e marketing.

Mario Persona é palestrante, escritor, conferencista, consultor, tradutor, professor de comunicação e marketing.

Mario Persona CAFE

Últimas - Mario Persona CAFE Arquivos - Mario Persona CAFE Receba - Mario Persona CAFE Envie - Mario Persona CAFE Contato - Mario Persona CAFE

Quer publicar estas crônicas em seu site?

[Anterior: "Desapareci!"] [Página Inicial] [Próximo: "Troféu Fumagalli"]

06/05/2008 Os maiores corredores do mundo
por Mario Persona

Estive pensando em algo que homenageasse as mães e celebrasse o ano olímpico. Sabe como é, otimização da produção literária. Foi assim que, para homenagear as mães em clima de Olimpíadas, decidi falar dos maiores corredores do mundo. Os homens.

Meu palpite é que os atletas do sexo masculino serão os melhores em provas de corrida nas Olimpíadas. Pode crer, eu entendo dessas coisas. Quando saírem os resultados dos melhores tempos, os homens terão sido mais rápidos do que as mulheres. Verdade, e isso não é machismo não, muito pelo contrário.

Outro dia recebi um e-mail através do blog de meu filho, que é portador de necessidades especiais. Era da mãe de uma criança, também portadora de deficiência, contando que o pai correu. Isso acontece. Quando o pai descobre que o filho é diferente do que esperava, e que não vai poder ensiná-lo a jogar futebol, dá uma de Forrest Gump. Sai correndo.

Por isso eu afirmo: os homens correm mais do que as mulheres. Algumas dessas mães nem sabem onde o pai da criança foi parar, porque os caras são rápidos. Às vezes nem é caso de criança com necessidades especiais. Basta o sujeito ficar sabendo que a namorada está grávida e ele dispara. Nem faz aquecimento. Não ria, não é engraçado.

Todos os anos são 800 mil crianças, só no Brasil, que ganham uma certidão de nascimento apenas com o nome da mãe. São as fabulosas "pães", que precisam garantir o pão e ainda fazer o papel de pai e mãe. Junte-se a isso o crescimento das taxas de divórcio e você tem um bocado de crianças vivendo longe do pai biológico.

O que tem de meninos e meninas por aí que não sabem quem é o pai não está no gibi. E depois os garanhões ainda vêm com aquela conversa do tipo "sou homem", "sou muito macho", "tenho coragem". Agora sim, é engraçado, pode rir. Coragem onde? Os ratos são os primeiros a abandonar o navio.

Macho mesmo, com o perdão da palavra, é a mãe corajosa que fica com o encargo de criar o filho sem a ajuda do pai. Hoje 30% dos lares brasileiros são dirigidos por essa mulherada que carrega o piano com uma mão e o cofre com a outra. E pode apostar que o cofre está vazio, porque elas precisam dar um duro danado para colocar a comida na mesa.

Já que a necessidade é a mãe da criatividade, não sei se devo celebrar ou não o resultado disso, mas segundo a Revista Empreendedor, as brasileiras conquistaram em 2007 o sétimo lugar no ranking das mulheres mais empreendedoras do mundo. E aqui, na terra das Amazonas, elas representam mais de 50% dos empreendedores. Será que, além de correrem dos filhos, os homens também estão correndo de pegar no batente?

Há também outro motivo para essa debandada geral. Sabe como é, a mulher se desgasta no cuidado das crianças e acaba também detonando seu visual. Em pouco tempo ela está acabada. Enquanto isso, o "zé bonitinho" está por aí, belo e folgado, contando farol na mesa do bar. Aí ele arranja uma incauta qualquer, põe uma sementinha lá e... "Bum!" Foi dada a largada. Sai correndo outra vez.

É por isso que eu digo. Nas provas de corrida nas próximas Olimpíadas, pode apostar: vai dar homem. Mas a medalha de ouro vai para a mulher.

resenha resenhas resumo resumos livro livros crítica críticas opinião opiniões literatura literaturas comentário comentários

A Ditadura da Beleza e a Revolução das Mulheres
AUGUSTO CURY
Sabe por que é tão comum prometermos a nós mesmos que vamos fazer dieta, mas essa idéia desaparece assim que chega a sobremesa? Sabe por que nos surpreendemos comprando coisas de que não precisamos? Sabe por que continuamos com dor de cabeça depois de tomar uma aspirina de cinco centavos, mas essa mesma dor de cabeça desaparece quando a aspirina custa 50 centavos?

Ao concluir a leitura deste livro, você saberá responder a estas e a muitas outras perguntas que têm implicações na vida particular, na vida profissional e no modo como encaramos o mundo. O livro o ajudará a repensar a fundo a forma como você e as pessoas em sua volta agem. Por meio de uma série de experiências divertidas e surpreendentes, Dan Ariely demonstra que a nossa capacidade de raciocínio tem defeitos provocados por forças invisíveis - emoções, relatividade, expectativas, apego, normas sociais - que nos induzem a fazer escolhas "Previsivelmente Irracionais".


E a gorjeta, doutor?


Respostas: 5 Pessoas comentaram. E você, qual é sua opinião?

Li recentemente um livro muito lindo do Augusto Cury: O futuro da humanidade. Recomendo.

Enviado por Rita em 16/09/2009


Oi Mario,
Há tempos não posto em minha comunidade “Sou Pãe”. Sabe como é, jornada tripla: mãe, pai, trabalho. Hoje resolvi dar uma olhadinha e encontrei seu texto maravilhoso sobre os maiores corredores. Como diz o Roberto Carlos “Não sei se é pra rir ou pra chorar”.
Como você sabe criei a comunidade por sua causa, porque lutamos pelas mesmas coisas, criar nossos filhos sozinhos. Esse ano ela fez 21 anos, o tempo passa rápido... Não tem sido fácil. É uma tarefa árdua, mas aprendi com o Guimarães Rosa: “Não convém fazer escândalo do começo, só aos poucos é que o escuro é claro...”. Precisamos dar tempo ao tempo. Apesar de tantas dificuldades, hoje ela está fazendo direito na PUC, estagiando no Fórum de Belo Horizonte junto a um Promotor de Justiça, encantada com a profissão escolhida e eu... orgulhosa.
Um grande abraço para você e para seu filho, que espero, estejam bem.
Rita Morais

Enviado por Rita em 16/09/2009


Não podemos generalizar tudo,deixo aqui um depoimento totalmente contrário.Sou casada há 18anos,temos um filho de 17 anos deficiente(paralisado cerebral),e meu marido tem suportado td junto comigo,embora muitas vezes eu achasse melhor ele seguir sua vida longe de nós ele nunca arredou pé,pode não ser aquele pai de trocar fraldas mas nunca dormiu uma noite fora do quarto,mesmo cansado ficava ali com a luz acesa e compartilhando do barulho do nebulizador e do aspirador.Quando existe amor, se passa tudo junto!!

Enviado por vânia oliveira,Rio Grande,RS em 27/05/2008


Tive um lindo filho não de um corredor, mas de um maratonista, capaz vencer a São Silvestre com a simples menção do nome do meu filho. Mas... enquanto ele corre-voa, ando devagar, curtindo cada momento de um pequeno ser humano, verdadeiro medalhista pela singela capacidade de ser FELIZ, contrariando as expectativas do pai-atleta.
Parabéns! Metáfora perfeita! Grande abraço.

Enviado por Erika Folhadela em 17/05/2008


Informativo e pessoal. Excelente artigo! Parabéns. Abraço!

Enviado por vinicius em 06/05/2008


Publique aqui seu Comentário. Ele ficará visível nesta página. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do autor deste blog.

Quer falar em particular? Envie um e-mail para
contato@mariopersona.com.br

*Nome (obrigatório):

E-Mail (opcional):

Site (opcional):

Comentário

Código de segurança anti-spam:
Digite aqui em letras maiúsculas)


Leia outros textos nos
arquivos.

Gostou do CAFÉ?
Anote no guardanapo e convide alguém!

De: ....
Para:
Comentário:


*Preencha todos os campos.

Mario Persona CAFE


Subscribe Free
Add to my Page

Cardápio Profissional:

Palestra Palestra com Manteiga
Planejamento Planejamento Light
Comunicação Comunicação Quente
Redação Redação com Ovomaltine
Tradução Tradução Inglesa
Experiência Experiência ao Ponto
Imprensa Imprensa na Chapa
Contato Fale com o Garçom

After Hours: Quero Contar, True Stories, Chapter-A-Day, O Pintor em Minha Janela

Copie o endereço RSS para seu leitor de feed O que é RSS?

Livros de Mario Persona

"Ser alguém é ter uma história para contar."
Isak Dinesen

Curioso para saber quem sou? Ok, você pediu. Para poupá-lo, vou começar nos anos 70. Após a fase mauricinho, virei hippie. Isso mesmo. Compus, cantei e toquei em festivais, vivi 3 anos só de macrobiótica e vesti bata de algodão de saco de farinha. Despojamento exterior de um Gandhi, mas vivendo como a rainha da Inglaterra, PAItrocinado no conforto de um apê só meu no Guarujá e faculdade particular em Santos.

Fim dos anos 70, desenhista, designer de ambientes e cartunista, recém formado arquiteto, metido em movimentos de contracultura e volta à natureza, fui morar no mato. Comprei um sítio após uma tentativa frustrada de morar numa comunidade. Onde? Alto Paraiso, GO. Foram 3 anos cantando "Refazenda", criando carrapatos, plantando mato e comendo arroz integral com gersal.

Foi também no fim dos 70 que nasci de novo, após três anos errando à procura de um sentido para a vida em filosofias do extremo oriente. Minha procura terminou no oriente médio
e os anjos ficaram alegres.

Voltei à civilização para continuar a carreira de arquiteto. Tive escritório de arquitetura, fui vendedor de materiais de acabamento, negociador no Banco Itaú e Cia do Metrô, editor de publicações cristãs da Verdades Vivas, tradutor técnico e diretor de comunicação e marketing da Widesoft.

Dinossauro da Internet no Brasil, em 1996 criei meu primeiro site, o bilíngüe
True Stories, seguido do trilíngüe Chapter-A-Day. Trabalhando na Widesoft, criei a comunidade Widebiz e ultimamente mantenho alguns blogs, como este CAFE, o biográfico Quero Contar e o devocional O Pintor em Minha Janela.

Hoje sou
palestrante, escritor, professor e estrategista de comunicação e marketing, além de garçom aqui no Mario Persona CAFE. Para saber mais é só clicar nos docinhos do cardápio profissional lá no alto.

Descobri o ócio criativo e faço que gosto trabalhando em casa. Meus clientes nunca iam ao meu escritório — nem eu — por isso decidi assumir o modelo home-office, conectado a um atendimento profissional, empresas parceiras, ao meu filho
Lucas Persona e aos meus clientes. Adotei o modelo futuro no presente.

Ao lado de minha mesa fica a poltrona de meu filho Pedro, que passa o dia escutando música. Quem é Pedro? Esta é uma outra história que você encontra no livro
"Uma Luta pela Vida", de minha filha Lia Persona, ou acompanhando o blog Quero Contar .

Com tanta
gente lendo meus textos, visitando meu site, assistindo minhas palestras, costumo receber um bom número de e-mails de leitores. Mas nenhum foi tão enigmático quanto aquele que trazia apenas uma pergunta: "Por que você se chama Mario Persona?".

"Você é o contador de histórias de sua própria vida, e poderá ou não criar sua própria lenda."
Isabel Allende



Vida, Carreira & Negócios - PodcastOneVida, Carreira & Negócios - PodcastOne


Powered By Greymatter

Copie o endereço RSS para seu leitor de feed O que é RSS?

 

 

Home | Planejamento | Comunicação | Redação | Tradução | Palestras | Coaching | Crônicas | Experiência | Imprensa | Contato

© Mario Persona Consultoria Ltda. contato@mariopersona.com.br Tel (19) 3038-4283 / Cel (19) 9789-7939 - Limeira - SP - Brasil

moving on, marketing de gente, gestão de mudanças em tempos de oportunidades, receitas de grandes negócios, crônicas de uma internet de verão


© Mario Persona

BlogBlogs.Com.Br Who links to my website?