Mario Persona CAFE - Crônicas de vida, carreira e negócios.

"É prova de alta cultura dizer as coisas mais profundas
do modo mais simples" -
Ralph Waldo Emerson 

Mario Persona é palestrante, escritor, conferencista, consultor, tradutor, professor de comunicação e marketing.

Mario Persona é palestrante, escritor, conferencista, consultor, tradutor, professor de comunicação e marketing.

Mario Persona CAFE

Últimas - Mario Persona CAFE Arquivos - Mario Persona CAFE Receba - Mario Persona CAFE Envie - Mario Persona CAFE Contato - Mario Persona CAFE

Quer publicar estas crônicas em seu site?

[Anterior: "Quanto tempo o tempo tem?"] [Página Inicial] [Próximo: "Os maiores corredores do mundo"]

30/04/2008 Desapareci!
por Mario Persona

Você já quis ser invisível? Eu também. A primeira vez foi quando um menino prometeu me esperar no portão da escola para bater em mim. Nem comi o lanche, achando que podia sair de perfil sem ser visto. Naquela época teria sido bom, mas agora está sendo um pesadelo. Ontem descobri que estou invisível.

Eu já conhecia o poder do Google, mas não imaginava que pudesse me fazer desaparecer. Ele pode, acredite. Se buscar por mim, eu sumi. Bem, se procurar por meu nome, ainda vai me achar em... deixe-me ver... tec-tec-tec... 27.200 lugares. Mas são páginas de terceiros que publicam meu nome, mas meu site está invisível. Pelo menos no Google.

Tudo começou com um e-mail que recebi ontem do Google Search Quality Team:

"Detectamos que algumas de suas páginas utilizam técnicas que infringem nossos parâmetros de qualidade. Para preservar a qualidade, removemos temporariamente essas páginas de nossos resultados. No momento as páginas mariopersona.com.br foram agendadas para remoção por um período de pelo menos 30 dias".

O que significa? Bem, significa que posso tirar 30 dias de férias, porque das 50.539 pessoas que me visitaram nos últimos 30 dias, 47.164 vieram através do Google. Se fizer uma continha verá que precisarei de 15 dias para receber o número de visitantes que recebia em um dia. Recebia, até ontem.

Vaias para o Google? Não, palmas para o Google. Se não existisse um critério assim, todas as suas buscas acabariam em sites oferecendo Viagra, emagrecedores, ou uma parceria nos 50 milhões de dólares deixados por algum ditador africano morto. Sem falar naquela seqüência de páginas eróticas que abre quando você clica em um link que não devia, e você tenta desesperadamente fechar antes que seu chefe veja. O submundo dos spammers ganharia os primeiros lugares nas buscas.

Sou tão velho na Internet, que quando comecei, se alguém dissesse "Google" ia escutar coisas do tipo "Saúde!", "Deus te crie", "Não arrota na mesa, menino!". O serviço simplesmente não existia. Os sites de busca da época eram movidos a manivela e não passavam de diretórios ou listas de links acrescentados manualmente.

Depois vieram os robôs automáticos, nem de longe tão sofisticados quanto o Google atual. Eram tão míopes que, se você quisesse ser achado e ter sua página indexada, era preciso encher seu site de palavras-chave. Ou ficaria invisível, como estou agora.

Hoje o Google é inteligente o suficiente para classificar seu site por critérios de relevância complexos e secretos, mas que certamente não se baseiam meramente nas palavras-chave como faziam os buscadores antigos.

Meu site atual tem quase dez anos, e eu mesmo o fiz aproveitando velhos códigos html e técnicas de outros sites que tinha antes. De lá para cá só acrescentei conteúdo e mudei o visual, retocando minhas fotos para parecer mais jovem. Nos bastidores tudo continuava igual, inclusive o excesso de palavras-chave. Continuava, até ontem.

Passei a madrugada fazendo uma lipoaspiração nas mais de 800 páginas de meu site para extrair toda a gordura. Depois corri avisar o Google que já fiz a lição de casa. Agora é esperar.

Longe de mim querer ludibriar o sistema. Há muito eu já tinha percebido que o excesso de palavras-chave não fazia efeito algum na colocação que minhas páginas alcançavam nas buscas. A relevância vinha mesmo do conteúdo e dos milhares de sites que publicam minhas crônicas e entrevistas, e apontam para mim. O QI, ou "quem indica", é um dos critérios do Google.

Outra coisa que descobri foi que a maioria dos visitantes são estudantes, não clientes. As principais páginas de entrada são as de entrevistas, cuja íntegra eu publico no site depois que os jornais e revistas publicam apenas uma ou duas frases minhas. Qualquer um que me visite irá perceber que não vendo Viagra, não herdei uma fortuna na Nigéria, e não consigo emagrecer nem a mim mesmo.

Se você leu até aqui com profundo interesse, anotando tim-tim por tim-tim tudo o que me deixou invisível para tentar obter o mesmo efeito, vou logo avisando: a técnica não funciona para o Imposto de Renda.

resenha resenhas resumo resumos livro livros crítica críticas opinião opiniões literatura literaturas comentário comentários

Google Adwords: a Arte da Guerra
RICARDO VAZ MONTEIRO
Este é o primeiro livro em português que ensina como criar, manter e otimizar campanhas de links patrocinados no Google. De fácil leitura, é perfeito para pequenos empresários, profissionais liberais e responsáveis pela administração de campanhas on-line. O sistema de links patrocinados do Google permite que sejam veiculados anúncios nas páginas de resposta desse instrumento de pesquisa e você paga apenas quando um internauta clica no seu anúncio. Esse sistema do Google chama-se Adwords. O sistema é extremamente flexível e permite a criação de campanhas publicitárias on-line no Google com abrangência por Estado, Nacional ou em qualquer país do mundo. Aprenda a usar todo este potencial.

O livro traz citações da obra A Arte da Guerra, de Sun-Tzu, e descreve as principais estratégias de atuação, baseadas em conceitos militares amplamente conhecidos.
Nesta segunda edição revisada e atualizada você aprenderá a:

- Criar, manter e otimizar sua campanha no sistema Google Adwords
- Otimizar sua página de destino e testar a usabilidade do seu site
- Calcular o retorno sobre seu investimento
- Escolher e implementar sua estratégia de atuação
- Acompanhar conversões via Google Analytics
- Melhorar sua posição na área gratuita do Google
- Utilizar o Google Sitemap e o Robots.txt
- Utilizar o Adwords Editor


E a gorjeta, doutor?


Respostas: 5 Pessoas comentaram. E você, qual é sua opinião?

Mario,

Prazer em ler seus textos, confesso que sempre quiz ser um leitor assíduo (Freqüente) mas por preguiça justificada como falta de tempo nunca consegui ser um bom leitor..comprei o livro DIA DE MUDANÇA..e confesso não vejo a hora de sempre arrumar um tempinho para continuar o lendo ..
Parabéns ..

Enviado por Edivaldo Moragi em 20/08/2008


Parabéns! É tudo o que eu tenho a dizer lendo seus textos, que antes não conhecia.

Mas não se preocupe pois não está mais invisível... Encontrei seu site graças ao google.

E venho te dizer que meu site é mais um dos 27.200 que citam seu nome.

Parabéns e sucessso!

Enviado por Fernanda Rebelatto em 30/06/2008


clap, clap, clap..., palmas pro google? palmas pra vc que aproveita todas as oportunidade pra nos presentear com textos deliciosos. Sinta-se um pouco responsável pelo meu exesso de peso, rs. Devoro seus escritos.

Hoje eu entro no seu sítio pela porta da frente, mas o nosso primeiro encontro deu-se através do google.

abraço.

Enviado por Cibele em 01/05/2008


Em tempo: assisti ao vídeo (ao lado) "Quanto tempo o tempo tem".

E não é que eu tinha razão? Vc não passa mesmo muito tempo sem aprontar alguma...

Não me interpretem mal, os que assistirem ao vídeo... achei genial, e o texto, uma delícia.

Continue fazendo das suas, seja lá o que for...

Enviado por liz em 30/04/2008


Mario,

Entrei pra internet ouvindo (e seguindo, direitinho) os seus conselhos.

Começando pelo e-book "Sua Empresa na Internet", até o estágio de algumas semanas, que passei "morando" no seu site... Não vou nem falar que a estratégia deu certo, pra vc não pensar em royalties.

Por isso, quando li o seu relato senti um calafrio na espinha... o que é que o Mario fez de errado, que eu possa ter feito, também? Socorroooo...

Quer dizer que não pode ter muitas palavras-chave, é isso? Não pode ter excesso de tags?

Uma pena vc ficar de castigo todo esse tempo - mas que vc vai ficar quietinho no seu canto, ah isso não vai, não....
Acho que podemos aguardar novidades, para breve.. me engano?

Vira esse jogo e aproveita e conta pra gente o que vc vai fazer pra voltar com força total, pras primeiras páginas que é o seu lugar.

Talvez um segundo e-book: Sua Empresa na Internet - O Retorno?
Estamos aguardando...

Enviado por liz bittar em 30/04/2008


Publique aqui seu Comentário. Ele ficará visível nesta página. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do autor deste blog.

Quer falar em particular? Envie um e-mail para
contato@mariopersona.com.br

*Nome (obrigatório):

E-Mail (opcional):

Site (opcional):

Comentário

Código de segurança anti-spam:
Digite aqui em letras maiúsculas)


Leia outros textos nos
arquivos.

Gostou do CAFÉ?
Anote no guardanapo e convide alguém!

De: ....
Para:
Comentário:


*Preencha todos os campos.

Mario Persona CAFE


Subscribe Free
Add to my Page

Cardápio Profissional:

Palestra Palestra com Manteiga
Planejamento Planejamento Light
Comunicação Comunicação Quente
Redação Redação com Ovomaltine
Tradução Tradução Inglesa
Experiência Experiência ao Ponto
Imprensa Imprensa na Chapa
Contato Fale com o Garçom

After Hours: Quero Contar, True Stories, Chapter-A-Day, O Pintor em Minha Janela

Copie o endereço RSS para seu leitor de feed O que é RSS?

Livros de Mario Persona

"Ser alguém é ter uma história para contar."
Isak Dinesen

Curioso para saber quem sou? Ok, você pediu. Para poupá-lo, vou começar nos anos 70. Após a fase mauricinho, virei hippie. Isso mesmo. Compus, cantei e toquei em festivais, vivi 3 anos só de macrobiótica e vesti bata de algodão de saco de farinha. Despojamento exterior de um Gandhi, mas vivendo como a rainha da Inglaterra, PAItrocinado no conforto de um apê só meu no Guarujá e faculdade particular em Santos.

Fim dos anos 70, desenhista, designer de ambientes e cartunista, recém formado arquiteto, metido em movimentos de contracultura e volta à natureza, fui morar no mato. Comprei um sítio após uma tentativa frustrada de morar numa comunidade. Onde? Alto Paraiso, GO. Foram 3 anos cantando "Refazenda", criando carrapatos, plantando mato e comendo arroz integral com gersal.

Foi também no fim dos 70 que nasci de novo, após três anos errando à procura de um sentido para a vida em filosofias do extremo oriente. Minha procura terminou no oriente médio
e os anjos ficaram alegres.

Voltei à civilização para continuar a carreira de arquiteto. Tive escritório de arquitetura, fui vendedor de materiais de acabamento, negociador no Banco Itaú e Cia do Metrô, editor de publicações cristãs da Verdades Vivas, tradutor técnico e diretor de comunicação e marketing da Widesoft.

Dinossauro da Internet no Brasil, em 1996 criei meu primeiro site, o bilíngüe
True Stories, seguido do trilíngüe Chapter-A-Day. Trabalhando na Widesoft, criei a comunidade Widebiz e ultimamente mantenho alguns blogs, como este CAFE, o biográfico Quero Contar e o devocional O Pintor em Minha Janela.

Hoje sou
palestrante, escritor, professor e estrategista de comunicação e marketing, além de garçom aqui no Mario Persona CAFE. Para saber mais é só clicar nos docinhos do cardápio profissional lá no alto.

Descobri o ócio criativo e faço que gosto trabalhando em casa. Meus clientes nunca iam ao meu escritório — nem eu — por isso decidi assumir o modelo home-office, conectado a um atendimento profissional, empresas parceiras, ao meu filho
Lucas Persona e aos meus clientes. Adotei o modelo futuro no presente.

Ao lado de minha mesa fica a poltrona de meu filho Pedro, que passa o dia escutando música. Quem é Pedro? Esta é uma outra história que você encontra no livro
"Uma Luta pela Vida", de minha filha Lia Persona, ou acompanhando o blog Quero Contar .

Com tanta
gente lendo meus textos, visitando meu site, assistindo minhas palestras, costumo receber um bom número de e-mails de leitores. Mas nenhum foi tão enigmático quanto aquele que trazia apenas uma pergunta: "Por que você se chama Mario Persona?".

"Você é o contador de histórias de sua própria vida, e poderá ou não criar sua própria lenda."
Isabel Allende



Vida, Carreira & Negócios - PodcastOneVida, Carreira & Negócios - PodcastOne


Powered By Greymatter

Copie o endereço RSS para seu leitor de feed O que é RSS?

 

 

Home | Planejamento | Comunicação | Redação | Tradução | Palestras | Coaching | Crônicas | Experiência | Imprensa | Contato

© Mario Persona Consultoria Ltda. contato@mariopersona.com.br Tel (19) 3038-4283 / Cel (19) 9789-7939 - Limeira - SP - Brasil

moving on, marketing de gente, gestão de mudanças em tempos de oportunidades, receitas de grandes negócios, crônicas de uma internet de verão


© Mario Persona

BlogBlogs.Com.Br Who links to my website?