Mario Persona CAFE - Crônicas de vida, carreira e negócios.

"É prova de alta cultura dizer as coisas mais profundas
do modo mais simples" -
Ralph Waldo Emerson 

Mario Persona é palestrante, escritor, conferencista, consultor, tradutor, professor de comunicação e marketing.

Mario Persona é palestrante, escritor, conferencista, consultor, tradutor, professor de comunicação e marketing.

Mario Persona CAFE

Últimas - Mario Persona CAFE Arquivos - Mario Persona CAFE Receba - Mario Persona CAFE Envie - Mario Persona CAFE Contato - Mario Persona CAFE

Quer publicar estas crônicas em seu site?

[Anterior: "Como escrever em "n" lições"] [Página Inicial] [Próximo: "Pirâmide à cambalhota"]

11/11/2006 Blook
por Mario Persona

Fui visitá-la, mesmo sabendo que ela estava em estado terminal. A experiência não seria lá muito agradável e acabou trazendo à tona recordações de dias melhores. Mas se não a visitasse naquela manhã fria, poderia não ter outra chance.

Quando entrei, senti um misto de reverência e tristeza. Era como se entrasse no mausoléu de um faraó. Nas paredes, grandes hieróglifos gritavam sua agonia: "GOING OUT OF BUSINESS!". Eu estava em uma das lojas da rede Towers Records nos EUA.

Quando adolescente, ir a uma loja de discos era um acontecimento. E um sofrimento, pois alguns proprietários tinham o sádico costume de fazer de conta que não entendiam o nome da música em inglês errado e pediam para a gente cantar um pedacinho. Eu odiava aquilo, mas gostava de dar uma passadinha lá só para ouvir outro otário cantar.

Agora acabou. Se ainda existir uma loja de discos -- hoje chamados CDs -- em sua cidade, corra lá e leve seus filhos. No futuro eles poderão contar que já estiveram numa loja assim, como hoje eu conto que já andei de bonde.

As lojas de CDs partem, mas não vão sozinhas. Morrem de mãos dadas com as lojas de fotos. Ficou tudo digital. A foto você tira com o celular e revela na Internet. A música, você baixa e não revela. E o vídeo da locadora? Esse já foi desenganado e só aguarda a chegada da banda para tocar no funeral. A banda larga.

Curiosamente aquele que parecia estar com seus dias contados continua firme e forte. Irmão mais velho -- bem mais velho -- das outras mídias de expressão artística, o livro tem driblado o bico do corvo e vai fazendo seus "gols de letra", nome do gol feito com as pernas cruzadas em "X". Uma incógnita, como a data da morte do livro.

Quando surgiu o primeiro computador pessoal todo mundo achou que seria a pá de cal do livro. Ninguém pensou no som e na imagem, porque as primeiras máquinas só sabiam cantar "bip!" e imprimir fotos feitas com letras. Mas estas morreram antes, qual marido saudável que prepara o funeral da esposa doente e acaba usando o caixão.

Todas as tentativas de divorciar as letras da mídia de papel não receberam o aval do juiz, o mercado. O livro é um fetiche. As pessoas querem apalpar sua capa, deslizar os dedos por suas páginas, deixar marcas e desfilar sua lombada a caminho do trabalho ou expor seu dorso na estante para todo mundo ver. Tem até livraria que vende livro por metro, só para decoração!

Até aí tudo bem. O problema é o número de pessoas que escrevem querendo saber como publicar um livro. Pensam que só é escritor quem publica. Não é. Escritor é quem escreve, assim como escultor é quem esculpe e pintor quem pinta. Se a obra será ou não vista pelo mundo, não é a preocupação primeira do escritor. Para ele ou ela, escrever é uma necessidade fisiológica, visceral. Escrever é o vômito de abelha ébria, o mel.

O engano está em pensar que publicar é sinônimo de ficar rico e famoso. Quem pensa assim não quer ser escritor, quer ser rico e famoso. A grande maioria dos escritores não passa nem perto disso. Para ser escritor é preciso gostar de ler. Você odeia ler? Então esqueça escrever. Você gosta de escrever? Então comece escrevendo um Blook.

Blook? É Blog + Book, livro impresso com uma compilação de textos publicados inicialmente em um blog. Tem uma porção de gente escrevendo assim, inclusive eu. Meus livros são coletâneas de textos que vou publicando na Web à medida que as idéias vão brotando. Depois é só selecionar, compilar, incrementar aqui, expandir ali, atualizar acolá e... Presto! Tenho um livro.

Publicar pode ser bom para o ego, mas escrever é bálsamo para a alma do escritor. Sei que isto não é lá um grande estímulo para você que sempre sonhou ser lido por multidões. Não desanime. Encontrei na Internet a história de alguém que chegou lá. Quem sabe amanhã é sua vez?

"Havia um jovem que queria ser escritor. Queria escrever coisas que fossem lidas por gente de todo o mundo e em todos os idiomas. Dramático, queria que seus textos levassem as pessoas às lágrimas e as fizessem arrancar os cabelos, gritar, chorar e gemer de desalento e raiva. Hoje ele escreve mensagens de erro".

resenha resenhas resumo resumos livro livros crítica críticas opinião opiniões literatura literaturas comentário comentários

Blog Corporativo
FABIO CIPRIANI

Vivemos em uma nova era. Uma nova era em que o mercado e as pessoas passaram a gostar de interagir, opinar, participar e ajudar.
Uma nova era de constante formação de opinião, reforçada pelo lançamento de websites que potencializam ainda mais a voz das pessoas. A era dos Blogs. Nessa nova era, onde se situará a sua empresa ou seus negócios? No grupo das que blogam ou no grupo das que ignoram a blogosfera?

O livro explora os ganhos e as armadilhas que o uso de blogs para comunicação interna ou com clientes traz para empresas e negócios. Esta obra discute também como os blogs já existentes podem servir como base para os planejamentos estratégicos de produtos e serviços. O principal objetivo deste livro é ser um guia prático para orientar empresários e gestores de pequenas, médias ou grandes empresas na maneira de planejar e introduzir o uso de blogs na companhia, ativa ou passivamente, com o intuito de aumentar e fortalecer o relacionamento com seus clientes.

"Faça barulho" na internet e aumente o valor da sua marca
Melhore a comunicação interna da sua companhia e otimize os processos
Aproxime-se mais dos clientes e entenda os pontos de vista deles
Enriqueça o conhecimento de seus clientes mostrando-se especialista
Colha opiniões e teste novas idéias de produtos ou serviços
Insira a sua empresa no mercado global
Seja transparente e bem valorizado pelo mercado e a imprensa


E a gorjeta, doutor?


Respostas: 6 Pessoas comentaram. E você, qual é sua opinião?

Espetacular sua ideia... até porque eu li varios de seus livros e vi que tu escreve por puro prazer sem se esquecer do profissionalismo e habilidade. Quando criar um Blook te aviso. Abrçs

Enviado por Ailson Barbosa em 26/05/2010


Adorei esse artigo Mario Persona, parabéns pela qualidade de seu site. Você possui uma inteligência magnífica, parabéns. Não conhecia esse site mas agora irei visitá-lo sempre. SapatoNet

Enviado por http://www.sapatonet.com.br em 03/01/2007


Visito assiduamente seus sites.
Você é uma pessoa que encanta por muitos motivos, entre eles, sua aguçada inteligência, sua experiência de vida, o dinamismo e tudo de bom que você passa pra gente.Apesar de tudo que você já sofreu, você parece ser a pessoa mais feliz deste mundo.
Mario Persona você é um exemplo de vida.
Divulgo o seus sites, para que muitos lhe conheçam e aprendam muito como tenho aprendido.
PARABÉNS!!!

Enviado por Maria Loussa em 23/11/2006


Saudades... é engraçado como agente sente saudades de coisas que não tivemos... meus filhos ( quando nascerem) não conhecerão uma loja de discos, mas cabe a mim fazer com que eles saibam que no tempo do avô deles isto existiu... resumindo, acredito que ao preservar o passado cuidamos com carinho de nosso próprio futuro... tenho seus textos comigo e um dia os transmitirei a eles... pode ter certeza! sucesso sempre!

Enviado por Mack em 19/11/2006


Acometido por um acaso li um artigo do nobre e momeravel Mario Persona, o qual simpatizei de imediato com tamanha inteligencia,concordancia e habilidade com as palavras tornando textos que seriam comuns e verdadeiras escrituras, pelo conteudo e pelo fato de ser na grande maioria comicos sem perder a seriedade, deixo aqui meus mais sinceros parabéns a tão ilustre escritor o qual irei visitar muitas vez atraves de seu site.
Saudações
Giancarlo

Enviado por Giancarlo Rotta em 15/11/2006


Talvez eu seja uma dessas pessoas, que chega em casa escreve e depois joga fora.... talvez seja assim porque nao faço rimas bonitas e nao escrevo mensagens de erro. Talvez um dia eu crie um blook. Talvez um dia eu assuma e suma com a timidez do meu protugues ruim. Talvez...

Enviado por Flor de Liz em 14/11/2006


Publique aqui seu Comentário. Ele ficará visível nesta página. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do autor deste blog.

Quer falar em particular? Envie um e-mail para
contato@mariopersona.com.br

*Nome (obrigatório):

E-Mail (opcional):

Site (opcional):

Comentário

Código de segurança anti-spam:
Digite aqui em letras maiúsculas)


Leia outros textos nos
arquivos.

Gostou do CAFÉ?
Anote no guardanapo e convide alguém!

De: ....
Para:
Comentário:


*Preencha todos os campos.

Mario Persona CAFE


Subscribe Free
Add to my Page

Cardápio Profissional:

Palestra Palestra com Manteiga
Planejamento Planejamento Light
Comunicação Comunicação Quente
Redação Redação com Ovomaltine
Tradução Tradução Inglesa
Experiência Experiência ao Ponto
Imprensa Imprensa na Chapa
Contato Fale com o Garçom

After Hours: Quero Contar, True Stories, Chapter-A-Day, O Pintor em Minha Janela

Copie o endereço RSS para seu leitor de feed O que é RSS?

Livros de Mario Persona

"Ser alguém é ter uma história para contar."
Isak Dinesen

Curioso para saber quem sou? Ok, você pediu. Para poupá-lo, vou começar nos anos 70. Após a fase mauricinho, virei hippie. Isso mesmo. Compus, cantei e toquei em festivais, vivi 3 anos só de macrobiótica e vesti bata de algodão de saco de farinha. Despojamento exterior de um Gandhi, mas vivendo como a rainha da Inglaterra, PAItrocinado no conforto de um apê só meu no Guarujá e faculdade particular em Santos.

Fim dos anos 70, desenhista, designer de ambientes e cartunista, recém formado arquiteto, metido em movimentos de contracultura e volta à natureza, fui morar no mato. Comprei um sítio após uma tentativa frustrada de morar numa comunidade. Onde? Alto Paraiso, GO. Foram 3 anos cantando "Refazenda", criando carrapatos, plantando mato e comendo arroz integral com gersal.

Foi também no fim dos 70 que nasci de novo, após três anos errando à procura de um sentido para a vida em filosofias do extremo oriente. Minha procura terminou no oriente médio
e os anjos ficaram alegres.

Voltei à civilização para continuar a carreira de arquiteto. Tive escritório de arquitetura, fui vendedor de materiais de acabamento, negociador no Banco Itaú e Cia do Metrô, editor de publicações cristãs da Verdades Vivas, tradutor técnico e diretor de comunicação e marketing da Widesoft.

Dinossauro da Internet no Brasil, em 1996 criei meu primeiro site, o bilíngüe
True Stories, seguido do trilíngüe Chapter-A-Day. Trabalhando na Widesoft, criei a comunidade Widebiz e ultimamente mantenho alguns blogs, como este CAFE, o biográfico Quero Contar e o devocional O Pintor em Minha Janela.

Hoje sou
palestrante, escritor, professor e estrategista de comunicação e marketing, além de garçom aqui no Mario Persona CAFE. Para saber mais é só clicar nos docinhos do cardápio profissional lá no alto.

Descobri o ócio criativo e faço que gosto trabalhando em casa. Meus clientes nunca iam ao meu escritório — nem eu — por isso decidi assumir o modelo home-office, conectado a um atendimento profissional, empresas parceiras, ao meu filho
Lucas Persona e aos meus clientes. Adotei o modelo futuro no presente.

Ao lado de minha mesa fica a poltrona de meu filho Pedro, que passa o dia escutando música. Quem é Pedro? Esta é uma outra história que você encontra no livro
"Uma Luta pela Vida", de minha filha Lia Persona, ou acompanhando o blog Quero Contar .

Com tanta
gente lendo meus textos, visitando meu site, assistindo minhas palestras, costumo receber um bom número de e-mails de leitores. Mas nenhum foi tão enigmático quanto aquele que trazia apenas uma pergunta: "Por que você se chama Mario Persona?".

"Você é o contador de histórias de sua própria vida, e poderá ou não criar sua própria lenda."
Isabel Allende



Vida, Carreira & Negócios - PodcastOneVida, Carreira & Negócios - PodcastOne


Powered By Greymatter

Copie o endereço RSS para seu leitor de feed O que é RSS?

 

 

Home | Planejamento | Comunicação | Redação | Tradução | Palestras | Coaching | Crônicas | Experiência | Imprensa | Contato

© Mario Persona Consultoria Ltda. contato@mariopersona.com.br Tel (19) 3038-4283 / Cel (19) 9789-7939 - Limeira - SP - Brasil

moving on, marketing de gente, gestão de mudanças em tempos de oportunidades, receitas de grandes negócios, crônicas de uma internet de verão


© Mario Persona

BlogBlogs.Com.Br Who links to my website?