Mario Persona CAFE - Crônicas de vida, carreira e negócios.

"É prova de alta cultura dizer as coisas mais profundas
do modo mais simples" -
Ralph Waldo Emerson 

Mario Persona é palestrante, escritor, conferencista, consultor, tradutor, professor de comunicação e marketing.

Mario Persona é palestrante, escritor, conferencista, consultor, tradutor, professor de comunicação e marketing.

Mario Persona CAFE

Últimas - Mario Persona CAFE Arquivos - Mario Persona CAFE Receba - Mario Persona CAFE Envie - Mario Persona CAFE Contato - Mario Persona CAFE

Quer publicar estas crônicas em seu site?

[Anterior: "O preço da fama"] [Página Inicial] [Próximo: "Quer fazer um MCA?"]

06/06/2006 A Bolha Assassina
por Mario Persona

Ela apareceu pela primeira vez em 1958, mas não foi no pé. Foi no cinema. Uma produção de apenas 240 mil dólares em sua época, a Bolha voltou aos cinemas trinta anos depois a um custo de 17 milhões de dólares. Mais gosmenta, mais destrutiva e com uma taxa de colesterol absurda, depois de engolir um cinema inteiro de gente.


Na virada do século a Bolha reapareceu causando um horror ainda maior e real. Não veio do espaço sideral como no filme, mas do ciberespaço e não engolia gente, mas dinheiro. A Bolha da Internet custou muito mais que as Bolhas de Hollywood juntas. Milhões de dólares desapareceram da noite para o dia sem deixar sequer um rastro de gosma.

Agora a Bolha volta a surgir, milionária outra vez. Nada a ver com a Nasdaq ou com Jack Harris, o produtor das duas primeiras bolhas cinematográficas. Porém, tão horripilante quanto as outras, ela é destaque no noticiário em todo o mundo.

Numa rádio o dono desta Bolha dá detalhes aterrorizantes: pura carne viva, capaz de impedir que a pessoa atacada seja capaz de andar, correr ou jogar bola. A atual Bolha Assassina atacou o calcanhar de Ronaldo, o Aquiles da Seleção Brasileira.

O atacante culpa a chuteira, mas o fabricante esclarece que nada mudou no calçado de última geração. Ronaldo abandonou um amistoso porque não agüentava de dor. Já o médico, que não sentiu nada, disse não estar preocupado. As dores teriam sido causadas por algum movimento diferente de Ronaldo durante o jogo. Movimento diferente num jogo de futebol?

A Bolha na estrela do futebol mundial em véspera de Copa pode produzir muito mais que pus. A dor no pé de Ronaldo é pequena se comparada à dor no coração de milhões de torcedores e à dor de cabeça que isso pode causar para o patrocinador. Um risco que todo patrocinador corre quando seu atleta pára de correr.

Apesar dos riscos, transformar atleta em garoto-propaganda tem sido um grande negócio. Nos anos 80 a Nike já patrocinava Michael Jordan com grande sucesso e a fumaça que campeões como Ayrton Senna deixavam para trás era patrocinada pela Marlboro e outras marcas de cigarro. Mostrando que em alguns casos o risco do patrocínio pode acabar sendo do patrocinado, à medida que o cigarro foi deixando seu papel de mocinho para ser visto como bandido.

Se para uns o risco do patrocínio aumentou com o passar do tempo, para outros diminuiu. Os gramados que no passado eram símbolo da elite branca norte-americana viraram o palco de Tiger Woods, o campeão de golfe que aparece sob o inconfundível logo branco da Nike em seu boné de cor preta. Representante de uma minoria, ele promove, de uma só tacada, a marca, o esporte e a superação da discriminação.

Até quem já pendurou as chuteiras como George Foreman é sucesso no mundo do patrocínio. Com o grill que leva o seu nome, ele ajuda a aumentar a gordura do fabricante eliminando a gordura do consumidor. A gordura excedente do filé é mostrada na TV de forma tão horrorosa e assassina quanto a Bolha de Hollywood.

Neste caso já não é a marca que patrocina o atleta, mas o atleta que patrocina a marca ou dá nome a ela, mostrando que até fora de ação é possível fazer dinheiro com uma máquina de nocautear. Ou com uma máquina de fazer gols.

Enquanto se recupera, Ronaldo é visto na concentração sem chuteiras, sem tênis, mas com um confortável par de chinelos que fazem qualquer bolha parecer refresco. A marca? Não sei, mas que alguém está perdendo uma oportunidade e tanto de vender chinelos, isso está.

resenha resenhas resumo resumos livro livros crítica críticas opinião opiniões literatura literaturas comentário comentários

Marketing e Patrocínio Esportivo
WESLEY CARDIA

Texto que vai além do histórico, dos conceitos e das formas usuais de marketing e patrocínio esportivo, mostrando como montar pacotes de patrocínio, como prospectar e estabelecer preços e o que pode ser incluído em uma negociação desse tipo. O autor trata também da quantificação de resultados, do marketing de emboscada, marketing pessoal e dos cuidados necessários à administração e proteção da marca e à elaboração dos mais diversos tipos de contratos.

Sumário: Breve história, Marketing e marketing esportivo, Patrocínio esportivo, Conceitos e formas usuais de patrocínio esportivo, Criando pacotes de patrocínio, Entendendo o patrocinador e gerindo o patrocínio, Como prospectar e estabelecer preços para os patrocinadores, Fãs, clientes e mercado, Licenciamento e merchandising, Lista de propriedades normalmente comercializadas em contratos de patrocínio, Qualificando resultados, Marketing da emboscada, Naming Rights, Marketing pessoal, Agências de marketing esportivo, Proteção da marca e modelos de contratos


E a gorjeta, doutor?


Respostas: 4 Pessoas comentaram. E você, qual é sua opinião?

A minha mae conseguiu achar o livro ai no Brasil. Estou ansiosa para recebe-lo. Obrigada! So vai mesmo faltar um autografo... Alias, ja que sua filha mora por estas bandas de ca tambem, hoje foi dia dos pais. Gostaria de desejar-lhe um feliz dia dos pais. Pai de puramente ser pai, pai de ideias, pai de estudantes... Ufa... Nao deve ser uma tarefa nada facil ser pai de tantos! Um abraco carinhoso.

Enviado por Cristiane em 18/06/2006


Obrigada pela dica!

Enviado por Cristiane em 15/06/2006


***MARIO PERSONA RESPONDE PARA CRISTIANE: Olá, Cristiane. Você deve encontrar meus livros em outras livrarias. Experimente fazer uma pesquisa no site Buscapé ou no Bom de Faro.

Enviado por Mario Persona em 12/06/2006


Descobri seu blog por acaso quando procurava o seu livro para comprar no Submarino. Infelizmente edicao esgotada. Tudo o que e bom dura pouco. O seu blog e o maximo!

Enviado por Cristiane em 12/06/2006


Publique aqui seu Comentário. Ele ficará visível nesta página. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do autor deste blog.

Quer falar em particular? Envie um e-mail para
contato@mariopersona.com.br

*Nome (obrigatório):

E-Mail (opcional):

Site (opcional):

Comentário

Código de segurança anti-spam:
Digite aqui em letras maiúsculas)


Leia outros textos nos
arquivos.

Gostou do CAFÉ?
Anote no guardanapo e convide alguém!

De: ....
Para:
Comentário:


*Preencha todos os campos.

Mario Persona CAFE


Subscribe Free
Add to my Page

Cardápio Profissional:

Palestra Palestra com Manteiga
Planejamento Planejamento Light
Comunicação Comunicação Quente
Redação Redação com Ovomaltine
Tradução Tradução Inglesa
Experiência Experiência ao Ponto
Imprensa Imprensa na Chapa
Contato Fale com o Garçom

After Hours: Quero Contar, True Stories, Chapter-A-Day, O Pintor em Minha Janela

Copie o endereço RSS para seu leitor de feed O que é RSS?

Livros de Mario Persona

"Ser alguém é ter uma história para contar."
Isak Dinesen

Curioso para saber quem sou? Ok, você pediu. Para poupá-lo, vou começar nos anos 70. Após a fase mauricinho, virei hippie. Isso mesmo. Compus, cantei e toquei em festivais, vivi 3 anos só de macrobiótica e vesti bata de algodão de saco de farinha. Despojamento exterior de um Gandhi, mas vivendo como a rainha da Inglaterra, PAItrocinado no conforto de um apê só meu no Guarujá e faculdade particular em Santos.

Fim dos anos 70, desenhista, designer de ambientes e cartunista, recém formado arquiteto, metido em movimentos de contracultura e volta à natureza, fui morar no mato. Comprei um sítio após uma tentativa frustrada de morar numa comunidade. Onde? Alto Paraiso, GO. Foram 3 anos cantando "Refazenda", criando carrapatos, plantando mato e comendo arroz integral com gersal.

Foi também no fim dos 70 que nasci de novo, após três anos errando à procura de um sentido para a vida em filosofias do extremo oriente. Minha procura terminou no oriente médio
e os anjos ficaram alegres.

Voltei à civilização para continuar a carreira de arquiteto. Tive escritório de arquitetura, fui vendedor de materiais de acabamento, negociador no Banco Itaú e Cia do Metrô, editor de publicações cristãs da Verdades Vivas, tradutor técnico e diretor de comunicação e marketing da Widesoft.

Dinossauro da Internet no Brasil, em 1996 criei meu primeiro site, o bilíngüe
True Stories, seguido do trilíngüe Chapter-A-Day. Trabalhando na Widesoft, criei a comunidade Widebiz e ultimamente mantenho alguns blogs, como este CAFE, o biográfico Quero Contar e o devocional O Pintor em Minha Janela.

Hoje sou
palestrante, escritor, professor e estrategista de comunicação e marketing, além de garçom aqui no Mario Persona CAFE. Para saber mais é só clicar nos docinhos do cardápio profissional lá no alto.

Descobri o ócio criativo e faço que gosto trabalhando em casa. Meus clientes nunca iam ao meu escritório — nem eu — por isso decidi assumir o modelo home-office, conectado a um atendimento profissional, empresas parceiras, ao meu filho
Lucas Persona e aos meus clientes. Adotei o modelo futuro no presente.

Ao lado de minha mesa fica a poltrona de meu filho Pedro, que passa o dia escutando música. Quem é Pedro? Esta é uma outra história que você encontra no livro
"Uma Luta pela Vida", de minha filha Lia Persona, ou acompanhando o blog Quero Contar .

Com tanta
gente lendo meus textos, visitando meu site, assistindo minhas palestras, costumo receber um bom número de e-mails de leitores. Mas nenhum foi tão enigmático quanto aquele que trazia apenas uma pergunta: "Por que você se chama Mario Persona?".

"Você é o contador de histórias de sua própria vida, e poderá ou não criar sua própria lenda."
Isabel Allende



Vida, Carreira & Negócios - PodcastOneVida, Carreira & Negócios - PodcastOne


Powered By Greymatter

Copie o endereço RSS para seu leitor de feed O que é RSS?

 

 

Home | Planejamento | Comunicação | Redação | Tradução | Palestras | Coaching | Crônicas | Experiência | Imprensa | Contato

© Mario Persona Consultoria Ltda. contato@mariopersona.com.br Tel (19) 3038-4283 / Cel (19) 9789-7939 - Limeira - SP - Brasil

moving on, marketing de gente, gestão de mudanças em tempos de oportunidades, receitas de grandes negócios, crônicas de uma internet de verão


© Mario Persona

BlogBlogs.Com.Br Who links to my website?