Mario Persona CAFE - Crônicas de vida, carreira e negócios.

"É prova de alta cultura dizer as coisas mais profundas
do modo mais simples" -
Ralph Waldo Emerson 

Mario Persona é palestrante, escritor, conferencista, consultor, tradutor, professor de comunicação e marketing.

Mario Persona é palestrante, escritor, conferencista, consultor, tradutor, professor de comunicação e marketing.

Mario Persona CAFE

Últimas - Mario Persona CAFE Arquivos - Mario Persona CAFE Receba - Mario Persona CAFE Envie - Mario Persona CAFE Contato - Mario Persona CAFE

Quer publicar estas crônicas em seu site?

[Anterior: "Campanha do desamamento"] [Página Inicial] [Próximo: "Planejamento de carreira"]

23/10/2005 Entrevista: O que é ser palestrante?
por Mario Persona

Entrevista: O que é ser palestrante?

;) Fui entrevistado pela revista Recall sobre minha atuação como palestrante para uma matéria de letícia Tozetti com o título "Mercado de palestras está em plena expansão". A matéria já está na versão impressa da revista e traz também depoimentos de palestrantes como Luiz Almeida Marins Filho e Nelma Penteado. A íntegra do que conversei com a revista você encontra aqui.

Revista Recall: Qual o público que mais se interessa por estas palestras?

Mario Persona: Meus temas são marketing, comunicação, gestão de pessoas, negociação e vendas, e marketing pessoal, o que significa que meu público é formado principalmente por pessoas interessadas nessas áreas. Tenho também um tema sobre segurança no trabalho, porém que enfoca a importância da segurança para a competitividade da empresa e do profissional. Em todos os casos a idéia é mostrar que a parte mais importância de uma empresa são as pessoas, e que elas devem viver em contínuo aprendizado e atualização, se quiserem permanecer ativas no mercado.

Meus treinamentos de comunicação, marketing, negociação e vendas, que podem durar até dois dias, são dirigidos a profissionais liberais e profissionais de vendas de serviços ou produtos de grande valor agregado. Geralmente são empresas que me contratam para treinar suas turmas de gerentes ou vendedores de máquinas, autopeças, serviços etc.

Também faço um trabalho de coaching para executivos que desejam aprender a falar em público. A quase totalidade de meu trabalho acontece em eventos in company e não em eventos públicos, pois são palestras, workshops e treinamentos ricos em conteúdo e adaptados à realidade da empresa. Eventualmente faço palestras em eventos abertos ou em universidades, mas sempre deixo claro que não me enquadro na categoria de palestras-show.

Revista Recall: Qual o objetivo que você busca atingir?

Mario Persona: Como minhas palestras têm uma forte ênfase em marketing, gosto de ajudar as pessoas a enxergarem formas de vender mais a si mesmas, suas marcas, serviços ou produtos. Quando um profissional percebe que antes de conseguir vender qualquer coisa é preciso que ele seja "comprado" pelo cliente, que seja aceito, reconhecido como digno de crédito, ele passa a se preocupar mais com sua imagem e suas atitudes.

A forma como abordo este tema tem uma relevância tão grande nas atuais condições do mercado, que sou chamado com freqüência para falar para públicos com características diversas, desde vendedores até médicos, passando por profissionais liberais, gerentes e donos de empresas preocupados em entender o que o futuro reserva para seus negócios.

Revista Recall: Como lidar com as pessoas que são resistentes a este assunto e acreditam que estas palestras têm um efeito passageiro?

Mario Persona: Como disse, não me considero um palestrante "motivacional", como costuma ser chamado o profissional que trabalha com temas como auto-estima, espiritualidade, pensamento positivo e coisas assim. Esses profissionais têm o seu papel na infusão de ânimo em determinados eventos, porém esse ânimo pode ser apenas superficial se não existir um trabalho mais profundo de conhecimento e convicção.

Pessoalmente enxergo que muitas palestras motivacionais são mais entretenimento do que capacitação e é importante que o RH das empresas tenha bem claro em mente qual resultado pretende antes de contratar um palestrante. Se for o caso de um evento festivo, por exemplo, com a presença de trabalhadores e familiares, é óbvio que um palestrante de conhecimento específico como marketing não serve. A platéia é heterogênea demais para se obter qualquer resultado além da diversão.

Costumo orientar a pessoa que contrata para evitar surpresas desagradáveis. Em alguns eventos mais festivos, as empresas costumam contratar, além de mim, algum profissional para fazer a parte mais lúdica ou de entretenimento, como um mágico, um grupo de teatro ou um cômico. Dessa forma, enquanto eu transmito o conhecimento e o recado que a empresa quer passar aos seus colaboradores, os outros profissionais motivam o público com brincadeiras ou coisas mais leves.

Uma vez uma empresa me procurou para uma palestra para ser ministrada na festa de aniversário. Procurei saber mais e informaram que a palestra seria em um bar fechado em São Paulo, por volta da meia-noite, depois de uma banda de jazz e antes de um bolo gigante, com muita bebida e salgados rolando nas mesas. Logo vi que estavam equivocados ao me procurar, por isso perguntei se já tinham procurado algum outro profissional. Quando informaram que a decisão estava entre mim e um mágico, sugeri imediatamente que contratassem o mágico. Eles não precisavam de um palestrante, mas de entretenimento para a festa.

Por esta razão no formulário de solicitação de proposta em meu site deixo claro que o que faço é ajudar o público a enxergar novas tendências em tecnologias, negócios e carreira, compartilhar conhecimento e conceitos com profundidade, inspirar e motivar a mudança de atitude no trabalho e relacionamentos, encorajar com bom humor o empreendedorismo e a proatividade, além de alertar para a gravidade do momento, convidando à reflexão.

Para evitar equívocos, faço também uma ressalva, informando que não canto, danço, faço mágicas e caretas, não crio êxtases com beijos, abraços, risos e choros, nem faço o público gritar, pular e rolar no chão.

Revista Recall: Quando este mercado começou a registrar um crescimento significativo? Por qual motivo?

Mario Persona: A palestra é uma forma privilegiada de passar e receber conhecimento e normalmente o crescimento deste mercado está associado ao crescimento de todo o mercado de eventos, feiras e exposições. Quanto mais sofisticada uma sociedade, mais as pessoas buscam por conhecimento privilegiado sobre diversos temas, e é por isso que o mercado só tende a crescer.

A necessidade de capacitação das pessoas nas empresas, indo além da mera capacitação técnica, também impulsiona o mercado de palestras com temas como marketing, comunicação, gestão de pessoas ou vendas. Ao contrário do conhecimento técnico, que pode ser mais facilmente passado por livros ou até treinamentos a distância, um tema relacionado a como falar em público, por exemplo, exige uma boa parcela de presença pessoal, já que as pessoas aprenderão mais pela observação do palestrante do que pela própria informação que ele procura transmitir.

Outro dia uma empresa me procurou para desenvolver um treinamento de vendas que eles pudessem multiplicar internamente. Meu papel seria apenas desenvolver o material e as pessoas da própria empresa se incumbiriam de ensinar às outras como fazer. Achei melhor enviar uma proposta para eu mesmo ministrar meus treinamentos, pois expliquei que dificilmente eles obteriam o mesmo resultado apenas utilizando as informações e o material que eu passasse. Existe muito de pessoal na forma de transmissão de conhecimento, e um palestrante dificilmente se sentirá à vontade deixando que outro transmita aquilo que ele próprio desenvolveu para ser transmitido com o tempero de seu estilo pessoal.

Revista Recall: Você faz quantas palestras por mês?

Mario Persona: Este é um número que varia tanto que nem mesmo me preocupo em monitorá-lo. Há meses quando só volto para casa para trocar de mala, mas há outros quando o movimento é bem menor. Como atendo principalmente empresas com palestras, workshops e treinamentos in company, os meses em que os gestores ou pessoas de decisão saem de férias costumam ser mais calmos, mesmo porque esse costuma ser meu público mais constante, ou as pessoas diretamente ligadas às gerências e diretorias. Embora não tenha um número fixo, hoje sou solicitado o suficiente para, por exemplo, precisar abrir mão de alguns trabalhos de consultoria durante o segundo semestre de 2005 em função do número de viagens e compromissos assumidos.

Revista Recall: Quando entrou no mercado?

Mario Persona: Durante anos falei em público, em eventos, ministrando aulas ou até como responsável pela comunicação em empresas, mas profissionalmente minha carreira solo mais concentrada em palestras e treinamentos começou em 2001, quando decidi me dedicar a ensinar o que aprendi em meio século de vida.

Revista Recall: Já publicou livros? Quantos?

Mario Persona: Sim, tenho cinco livros publicados pela Editora Futura, do grupo Siciliano, um e-book que pode ser obtido em meu site, além de um curso multimídia de qualidade no atendimento em consultórios médicos, com sua edição já esgotada. O primeiro livro saiu em 2001 e desde então tem sido um por ano. Devo ter meu sexto livro publicado em 2006. Todos eles são de crônicas de negócios, marketing, comunicação e gestão de carreira.

Escrevo na forma de crônicas por ser um contador de histórias. Boa parte de minhas palestras são de "causos" que conto sempre associados ao tema que é apresentado. Meus livros são "Marketing de Gente", "Marketing Tutti-Frutti", "Gestão de Mudanças em Tempos de Oportunidades", "Receitas de Grandes Negócios" e "Crônicas de uma Internet de Verão". O e-book é "Sua empresa na Internet". Tenho também crônicas e entrevistas publicadas em um grande número de sites, jornais, revistas e boletins internos. Da última vez que contei, passava de 500 o número de veículos que já publicou alguma coisa de minha autoria. [>> Envie a um amigo >>]

Use o formulário abaixo para comentar.

resenha resenhas resumo resumos livro livros crítica críticas opinião opiniões literatura literaturas comentário comentários

Arte de Falar em Público, A STEPHEN E. LUCAS

Um curso de oratória escrito por uma autoridade no assunto, detentor de vários prêmios e responsável por uma série de inovações pedagógicas. Ensina a elaborar discursos coerentes e eficazes, dominar a fala, usar o tom adequado a cada situação, enfim, perder a inibição e o medo de enfrentar platéias.

E a gorjeta, doutor?


Respostas: 5 Pessoas comentaram. E você, qual é sua opinião?

Admirado Mário,
Fiquei horas em frente ao computador imaginando o que escreveria nesse e-mail e logo lembrei de suas palavras e então tudo ficou mais fácil.Você é um abençoado...um iluminado.Li todos os seus textos do site referente as palestras, dicas e etc.Sabe o que aconteceu? Eu novamente me enchi de coragem de investir em minha carreira como palestrante pois percebi que um ingrediente desta "receita" de sucesso temos em comum: A paixão e a vontade de ajudar os outros. Por isso a partir de agora vou seguir em frente em busca de meu ideal, de meu sonho, mas principalmente de minha alegria de poder mudar a vida das pessoas de forma positiva, assim como você faz com tanta maestria. Não sei se que vai responder esse e-mai é você mesmo, já que a maioria dos grandes palestrantes coloca alguém, como se fosse um dublê para responder aos e-mail's como se não fosse facil perceber essa troca. De qualquer forma ficaria muitissimo feliz se você mesmo respondesse...Nao sei se será possível mas aprendi também com você a ousar. Grande abraço Mestre Mário...continue assim, humilde, sábio, família e amigo e tenha certeza que você faz toda a diferença quando passa na vida das pessoas. Deus te abençoe hoje e sempre!

Enviado por Denis Frank Machado em 11/07/2010


Oi Mário estou encantada com seu site. Sou psicóloga e tenho interesse em me dedicar a área de Palestras Motivacionais. Já ministrei palestras dos mais diversos temas por todos os empregos por onde passei(que nem foram tantos assim). Tenho facilidade para falar em público, tenho estudado muito sobre este assunto em específico. O grande problema a meu ver se dá pelo fato de que não tenho experiência comprovada como palestrante e nem cursos de aprimoramento e/ou pós na área. Visto que meu ganho não permite este tipo de investimento. Será que você poderia me dar algumas orientações a respseito se não for encomodar é claro.
Desde já agradeço e volto a elogiar seu trabalho.
meu e-mail consta logo acima no espaço destinado para o mesmo.

Enviado por Ana Paula em 01/09/2007


Oi, Mario, acabei de conhecer seu site e o seu trabalho, através dos videos e dos livros, e consegui muito mais do que precisava para iniciar meu planejamento, na area da Psicologia, obrigado e bom trabalho!

Enviado por sally em 23/01/2007


Bom dia Mário!
Estive visistando seu site, estou encantada com sua filosofia de trabalho!
Já lhe envie um email solicitando uma proposta de palestra ou workshop para empresários, comerciários,gerentes da cidade de Londrina. Espero que logo vc possa vir para cá, compartilhar toda sua eperiência...através do SESC, onde trabalho promovendo cursos, palestras, etc.
Todo dia vejo um pedacinho de seu site para conhecer mais da sua proposta de trabalho.
Um abraço,
Renata.

Enviado por Renata Moratto em 08/04/2006


Boa noite Mario,

continuo sendo uma admiradora pelo seu trabalho.
Espero poder um dia asistir a uma de suas palestras.
Vou procurar seu livro "Gestão de Mudanças em Tempos de Oportunidades".
Um abraço.

Claudinéia Mendes

Enviado por Claudinéia Mendes em 22/12/2005


Publique aqui seu Comentário. Ele ficará visível nesta página. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do autor deste blog.

Quer falar em particular? Envie um e-mail para
contato@mariopersona.com.br

*Nome (obrigatório):

E-Mail (opcional):

Site (opcional):

Comentário

Código de segurança anti-spam:
Digite aqui em letras maiúsculas)


Leia outros textos nos
arquivos.

Gostou do CAFÉ?
Anote no guardanapo e convide alguém!

De: ....
Para:
Comentário:


*Preencha todos os campos.

Mario Persona CAFE


Subscribe Free
Add to my Page

Cardápio Profissional:

Palestra Palestra com Manteiga
Planejamento Planejamento Light
Comunicação Comunicação Quente
Redação Redação com Ovomaltine
Tradução Tradução Inglesa
Experiência Experiência ao Ponto
Imprensa Imprensa na Chapa
Contato Fale com o Garçom

After Hours: Quero Contar, True Stories, Chapter-A-Day, O Pintor em Minha Janela

Copie o endereço RSS para seu leitor de feed O que é RSS?

Livros de Mario Persona

"Ser alguém é ter uma história para contar."
Isak Dinesen

Curioso para saber quem sou? Ok, você pediu. Para poupá-lo, vou começar nos anos 70. Após a fase mauricinho, virei hippie. Isso mesmo. Compus, cantei e toquei em festivais, vivi 3 anos só de macrobiótica e vesti bata de algodão de saco de farinha. Despojamento exterior de um Gandhi, mas vivendo como a rainha da Inglaterra, PAItrocinado no conforto de um apê só meu no Guarujá e faculdade particular em Santos.

Fim dos anos 70, desenhista, designer de ambientes e cartunista, recém formado arquiteto, metido em movimentos de contracultura e volta à natureza, fui morar no mato. Comprei um sítio após uma tentativa frustrada de morar numa comunidade. Onde? Alto Paraiso, GO. Foram 3 anos cantando "Refazenda", criando carrapatos, plantando mato e comendo arroz integral com gersal.

Foi também no fim dos 70 que nasci de novo, após três anos errando à procura de um sentido para a vida em filosofias do extremo oriente. Minha procura terminou no oriente médio
e os anjos ficaram alegres.

Voltei à civilização para continuar a carreira de arquiteto. Tive escritório de arquitetura, fui vendedor de materiais de acabamento, negociador no Banco Itaú e Cia do Metrô, editor de publicações cristãs da Verdades Vivas, tradutor técnico e diretor de comunicação e marketing da Widesoft.

Dinossauro da Internet no Brasil, em 1996 criei meu primeiro site, o bilíngüe
True Stories, seguido do trilíngüe Chapter-A-Day. Trabalhando na Widesoft, criei a comunidade Widebiz e ultimamente mantenho alguns blogs, como este CAFE, o biográfico Quero Contar e o devocional O Pintor em Minha Janela.

Hoje sou
palestrante, escritor, professor e estrategista de comunicação e marketing, além de garçom aqui no Mario Persona CAFE. Para saber mais é só clicar nos docinhos do cardápio profissional lá no alto.

Descobri o ócio criativo e faço que gosto trabalhando em casa. Meus clientes nunca iam ao meu escritório — nem eu — por isso decidi assumir o modelo home-office, conectado a um atendimento profissional, empresas parceiras, ao meu filho
Lucas Persona e aos meus clientes. Adotei o modelo futuro no presente.

Ao lado de minha mesa fica a poltrona de meu filho Pedro, que passa o dia escutando música. Quem é Pedro? Esta é uma outra história que você encontra no livro
"Uma Luta pela Vida", de minha filha Lia Persona, ou acompanhando o blog Quero Contar .

Com tanta
gente lendo meus textos, visitando meu site, assistindo minhas palestras, costumo receber um bom número de e-mails de leitores. Mas nenhum foi tão enigmático quanto aquele que trazia apenas uma pergunta: "Por que você se chama Mario Persona?".

"Você é o contador de histórias de sua própria vida, e poderá ou não criar sua própria lenda."
Isabel Allende



Vida, Carreira & Negócios - PodcastOneVida, Carreira & Negócios - PodcastOne


Powered By Greymatter

Copie o endereço RSS para seu leitor de feed O que é RSS?

 

 

Home | Planejamento | Comunicação | Redação | Tradução | Palestras | Coaching | Crônicas | Experiência | Imprensa | Contato

© Mario Persona Consultoria Ltda. contato@mariopersona.com.br Tel (19) 3038-4283 / Cel (19) 9789-7939 - Limeira - SP - Brasil

moving on, marketing de gente, gestão de mudanças em tempos de oportunidades, receitas de grandes negócios, crônicas de uma internet de verão


© Mario Persona

BlogBlogs.Com.Br Who links to my website?