Mario Persona CAFE - Crônicas de vida, carreira e negócios.

"É prova de alta cultura dizer as coisas mais profundas
do modo mais simples" -
Ralph Waldo Emerson 

Mario Persona é palestrante, escritor, conferencista, consultor, tradutor, professor de comunicação e marketing.

Mario Persona é palestrante, escritor, conferencista, consultor, tradutor, professor de comunicação e marketing.

Mario Persona CAFE

Últimas - Mario Persona CAFE Arquivos - Mario Persona CAFE Receba - Mario Persona CAFE Envie - Mario Persona CAFE Contato - Mario Persona CAFE

Quer publicar estas crônicas em seu site?

[Anterior: "Dulcinéia, musa minha e sua"] [Página Inicial] [Próximo: "Just Google it!"]

15/03/2005 Cá, com os meus botões. Lá, aos borbotões.
por Mario Persona

Sou introvertido. Ao contrário do que você possa pensar, eu nunca sonhei com você, quase nunca vou ao cinema, não gosto de pagode e não vou a Ipanema, só gosto de chuva e não gosto de sol. E se nunca telefonei, nem para a Lígia, é porque só ligo para alguém se tiver algo para resolver. Converso cá com os meus botões, mas não me isolo.

Talvez, por ter um temperamento assim, acabei criando uma rede imensa de relacionamentos virtuais, pessoas com as quais troco figurinhas há anos sem nunca ter sentido o seu hálito. Se cá converso com os meus botões, lá converso aos borbotões. E é dessa minha rede que vem a notícia de que meu quinto livro "Marketing de Gente" aparece em quinto lugar na lista dos mais vendidos em sua categoria na FNAC. Em quarto está o Philip Kotler. Mas a minha rede de relacionamentos não pára aí.

Minha rede nacional informa ainda que a última Você S.A. menciona meu livro em uma de suas páginas, enquanto a rede que mantenho com ramificações internacionais revela que uma crônica tirada de meu livro "Receitas de Grandes Negócios" enfeita o verso do cardápio de um restaurante brasileiro em Miami. E a sua rede, o que faz por você?

Redes de relacionamentos sempre existiram, mas agora a tecnologia amplificou sua ação. Mas é claro que nada substitui o relacionamento ao vivo e em cores, conversar de perto, cotovelos na mesa, olhos nos olhos. Mas alguns cuidados precisam ser tomados, principalmente na hora de conversar com quem sofre de tiques de relacionamento.

Falo daquele que segura sua mão no começo da conversa e não larga até a hora de ir embora. Você deve conhecer alguém assim. Por favor, não diga que falei dele aqui. Mas que é chato é, ficar ali amarrado. Se a mão for daquelas úmidas e pegajosas, então...

Tem também o que fala perto e nem chupa uma pastilha para o hálito por precaução. Sabe qual é, aquele que fica com o pára-choque dele colado ao seu. De quinze em quinze segundos você dá um passo para trás e ele dá um passo para frente. Você deve conhecer alguém assim. Nem mencione que eu falei dele aqui.

Uma versão mais inquietante é aquela do que brinca com sua gravata ou com os botões de sua camisa. Conheci um cara assim, que só conversava comigo mexendo no botão de minha camisa. Acho que era uma espécie de insegurança do rapaz, que precisava segurar no botão para se sentir conectado.

Conhece? Ou será você o próprio? Se for, faz isso para se sentir seguro, para vencer a distância que o separa das pessoas, para criar um elo de contato... ou o quê exatamente? Sempre quis perguntar. Tenho ainda outra pergunta. O que pessoas como você fazem quando encontram alguém de camiseta? E mais, como teriam lidado com essa compulsão antes da invenção das calças com zíper. Quer um conselho? Apenas converse com os botões. [>> Envie a um amigo >>]

Comentários? Deixe os seus no formulário mais abaixo.
resenha resenhas resumo resumos livro livros crítica críticas opinião opiniões literatura literaturas comentário comentários

100 Segredos dos Bons Relacionamentos, Os
DAVID NIVEN

Todos nós sonhamos em encontrar um grande amor e, como nos contos de fadas, viver felizes para sempre. Mas construir um relacionamento saudável é um dos maiores (e melhores) desafios da vida. Por que tantos casais apaixonados acabam se separando depois que vão morar sob o mesmo teto? Quais são os segredos para se manter um relacionamento rico e amoroso em meio às demandas do trabalho, dos filhos e dos nossos próprios sonhos e planos? Depois de analisar estudos e pesquisas científicas sobre os hábitos de namoro e casamento de milhares de pessoas, o psicólogo e cientista social David Niven reuniu dicas, conselhos e histórias para orientar todos aqueles que desejam ter uma relação sólida e feliz.

E a gorjeta, doutor?


Respostas: 8 Pessoas comentaram. E você, qual é sua opinião?

Caro Mario,
Descobri seu site por indicação de uma amiga, comecei a ler e achei ótimo. O que me chama a atenção é com relação a sua hisória de vida. Sabemos que existem muitos preconceitos com os crentes, mas o preconceito é, primeiramente, por desconhecerem o que significa isso, em segundo, é em razão do fanatismo de algumas pessoas, por não saberem expressar o quão maravilho é descobrir a verdade. A sua história, mostra que a busca pelos caminhos aparentemente mais fáceis, lógicos, científicos, de fazer o bem, que Deus está em todos os lugares, que basta não desejar o mal etc, não é uma verdade. É preciso fazer o bem sim, Deus está em todos os lugares, mas não aprova tudo. Gostaria que as pessoas pudessem refletir sobre sua busca pela verdade e sem preconceito olhassem para Jesus, entendendo o que Ele significa e que não há outro caminho para o bem e para Deus, senão através de Jesus, Senhor e Salvador.
Meu amigo, parabéns! Que Deus abençoe sua vida grandemente em nome do Senhor Jesus, Graça e Paz.
Um grande abraço.

Enviado por Paulo Cesar Silveira em 17/07/2006


Caríssimo Persona,assim com vc também sou introvertida e mantenho relacionamentos virtuais.Trabalho com marketing de rede (RJ) e a pouco tempo descobri seu trabalho no ramo.Adoro seus textos.Parabéns!!

Enviado por Lilian Rodrigues em 01/05/2005


E AI MARIO, ACABEI CAINDO EM SEU SITE POR ACASO PORÉM GOSTEI MTO.SUAS MSG SÃO BASTANTES POSITIVAS.

Enviado por BASILIO em 01/05/2005


Jovem Persona,

Caí na sua página "por acaso",mas fiquei sensibilizada com a sua busca,ou melhor,o Feed Back, do seu
trabalho visando um aprimoramento. É bom saber o que as pessoas pensam acerca do que fazemos, bem como, a capacidade que temos de atingí-las. Aliás meu Jovem, feeling esse que nem todos teem...
Naveguei no seu Site com atençâo,lí sobre sua vida,acheí como as ondas do mar,-cheias de marolas-,mas a vida é isso:nada programado.Aí que mora a beleza!!!
De certinho e programado bastam as contas "à pagar".
Gosteí do texto,encerra uma leveza
e um humor descontraído,passa a mensagem.
Não vou lhe perguntar por que voçe
se chama Mário Persona,mas vou lhe dizer que nada acontece por acaso.
Pretendo ler algum trabalho seu mais detalhadamente e voltarei a dizer o que penso.Para a sua felicidade!!!!!!

Enviado por Thelma em 21/04/2005


lesgal, pois gostei da palestra,... muito o.kei

Enviado por rodrigo hussar em 15/04/2005


Prezado Mário,
Lamento dizer-lhe que apenas ontem o descobri, quando fazia uma pesquisa na net sobre algum "case" que ilustrasse uma pequena palestra interna -- sobre CRM -- que fiz numa firma onde sou consultor. Aí encontrei a estória do Toshiro. Excelente! Mas, acho que o descobri a tempo. Desde então tenho passado horas lendo as estórias, as traduções e tudo mais. Tudo de muito bom gosto e muito bem elaborado, bem típico de um brilhantismo como o seu. Parabéns.
Um abraço,
Carlos Foscolo

Enviado por Carlos Foscolo em 01/04/2005


Oi Mário!
Estou sempre por aqui te lendo;gosto muito do que vc escreve.
Um abraço.

Enviado por Vanessa nascimento em 25/03/2005


(gargalhadas)

Enviado por Paula em 20/03/2005


Publique aqui seu Comentário. Ele ficará visível nesta página. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do autor deste blog.

Quer falar em particular? Envie um e-mail para
contato@mariopersona.com.br

*Nome (obrigatório):

E-Mail (opcional):

Site (opcional):

Comentário

Código de segurança anti-spam:
Digite aqui em letras maiúsculas)


Leia outros textos nos
arquivos.

Gostou do CAFÉ?
Anote no guardanapo e convide alguém!

De: ....
Para:
Comentário:


*Preencha todos os campos.

Mario Persona CAFE


Subscribe Free
Add to my Page

Cardápio Profissional:

Palestra Palestra com Manteiga
Planejamento Planejamento Light
Comunicação Comunicação Quente
Redação Redação com Ovomaltine
Tradução Tradução Inglesa
Experiência Experiência ao Ponto
Imprensa Imprensa na Chapa
Contato Fale com o Garçom

After Hours: Quero Contar, True Stories, Chapter-A-Day, O Pintor em Minha Janela

Copie o endereço RSS para seu leitor de feed O que é RSS?

Livros de Mario Persona

"Ser alguém é ter uma história para contar."
Isak Dinesen

Curioso para saber quem sou? Ok, você pediu. Para poupá-lo, vou começar nos anos 70. Após a fase mauricinho, virei hippie. Isso mesmo. Compus, cantei e toquei em festivais, vivi 3 anos só de macrobiótica e vesti bata de algodão de saco de farinha. Despojamento exterior de um Gandhi, mas vivendo como a rainha da Inglaterra, PAItrocinado no conforto de um apê só meu no Guarujá e faculdade particular em Santos.

Fim dos anos 70, desenhista, designer de ambientes e cartunista, recém formado arquiteto, metido em movimentos de contracultura e volta à natureza, fui morar no mato. Comprei um sítio após uma tentativa frustrada de morar numa comunidade. Onde? Alto Paraiso, GO. Foram 3 anos cantando "Refazenda", criando carrapatos, plantando mato e comendo arroz integral com gersal.

Foi também no fim dos 70 que nasci de novo, após três anos errando à procura de um sentido para a vida em filosofias do extremo oriente. Minha procura terminou no oriente médio
e os anjos ficaram alegres.

Voltei à civilização para continuar a carreira de arquiteto. Tive escritório de arquitetura, fui vendedor de materiais de acabamento, negociador no Banco Itaú e Cia do Metrô, editor de publicações cristãs da Verdades Vivas, tradutor técnico e diretor de comunicação e marketing da Widesoft.

Dinossauro da Internet no Brasil, em 1996 criei meu primeiro site, o bilíngüe
True Stories, seguido do trilíngüe Chapter-A-Day. Trabalhando na Widesoft, criei a comunidade Widebiz e ultimamente mantenho alguns blogs, como este CAFE, o biográfico Quero Contar e o devocional O Pintor em Minha Janela.

Hoje sou
palestrante, escritor, professor e estrategista de comunicação e marketing, além de garçom aqui no Mario Persona CAFE. Para saber mais é só clicar nos docinhos do cardápio profissional lá no alto.

Descobri o ócio criativo e faço que gosto trabalhando em casa. Meus clientes nunca iam ao meu escritório — nem eu — por isso decidi assumir o modelo home-office, conectado a um atendimento profissional, empresas parceiras, ao meu filho
Lucas Persona e aos meus clientes. Adotei o modelo futuro no presente.

Ao lado de minha mesa fica a poltrona de meu filho Pedro, que passa o dia escutando música. Quem é Pedro? Esta é uma outra história que você encontra no livro
"Uma Luta pela Vida", de minha filha Lia Persona, ou acompanhando o blog Quero Contar .

Com tanta
gente lendo meus textos, visitando meu site, assistindo minhas palestras, costumo receber um bom número de e-mails de leitores. Mas nenhum foi tão enigmático quanto aquele que trazia apenas uma pergunta: "Por que você se chama Mario Persona?".

"Você é o contador de histórias de sua própria vida, e poderá ou não criar sua própria lenda."
Isabel Allende



Vida, Carreira & Negócios - PodcastOneVida, Carreira & Negócios - PodcastOne


Powered By Greymatter

Copie o endereço RSS para seu leitor de feed O que é RSS?

 

 

Home | Planejamento | Comunicação | Redação | Tradução | Palestras | Coaching | Crônicas | Experiência | Imprensa | Contato

© Mario Persona Consultoria Ltda. contato@mariopersona.com.br Tel (19) 3038-4283 / Cel (19) 9789-7939 - Limeira - SP - Brasil

moving on, marketing de gente, gestão de mudanças em tempos de oportunidades, receitas de grandes negócios, crônicas de uma internet de verão


© Mario Persona

BlogBlogs.Com.Br Who links to my website?