Mario Persona CAFE - Crônicas de vida, carreira e negócios.

"É prova de alta cultura dizer as coisas mais profundas
do modo mais simples" -
Ralph Waldo Emerson 

Mario Persona é palestrante, escritor, conferencista, consultor, tradutor, professor de comunicação e marketing.

Mario Persona é palestrante, escritor, conferencista, consultor, tradutor, professor de comunicação e marketing.

Mario Persona CAFE

Últimas - Mario Persona CAFE Arquivos - Mario Persona CAFE Receba - Mario Persona CAFE Envie - Mario Persona CAFE Contato - Mario Persona CAFE

Quer publicar estas crônicas em seu site?

[Anterior: "Quando crescer quero ser palestrante"] [Página Inicial] [Próximo: "Dia de Fúria"]

24/05/2004 Vem aí o Bill-log
por Mario Persona

Vem aí o Bill-log

Um amigo costumava dizer que se vir um banqueiro pular pela janela do vigésimo andar, pule atrás porque aquilo dá dinheiro. Bill Gates só não é banqueiro porque o dinheiro que tem é dele, não dos outros. E agora – vejam só – está propagando as virtudes dos blogs. Acho que vem aí o Bill-log.

Hoje dei uma olhada no BlogAds, empresa especializada em vender espaço para anúncios em blogs. Seu argumento para vender é que blogs formam hoje o espaço freqüentado pela nata dos formadores de opinião, de jornalistas a usuários compulsivos de produtos de inovação. É mercado ou não é?

No último Almanaque Brasil que li em um vôo da TAM, edição 61 de Abril de 2004 tinha uma entrevista com Ariano Suassuna, autor de "O Auto da Compadecida" e da frase "É preferível ter mau gosto a ter gosto médio." Em um trecho da entrevista ele diz:

"Eu leio muito, mas só literatura. As revistas me dão até um pouco de agonia na cabeça. Não gosto muito, não. A maioria é de uma frivolidade muito grande, não me interessam. Tenho horror ao chamado 'gosto médio'. Prefiro o mau gosto ao gosto médio. E a maioria das revistas é feita buscando esse maldito gosto médio."

Se pensarmos na comunicação em massa que é feita para as massas, ficará cada vez mais difícil atingir um público específico dentro dessas massas médias e de segmentação duvidosa. O jeito será partir para meios de comunicação em "massinhas", produzidos e lidos por tribos. Mas esses meios estão tão pulverizados...

Fica difícil desarmar o circo da comunicação tradicional para armá-lo dentro desse novo ambiente? Ninguém disse que seria fácil permanecer no mercado. E se for no mercado de trabalho, então é bom ler o que o Carlos Nepomuceno escreve em sua coluna. Nepo é colunista do Jornal da Tarde e escreve com uma lucidez e simplicidade que merecem aplausos em Você.com.br: "Prepare-se, pois daqui para frente ninguém mais vai permanecer na mesma carreira a vida toda".

E por falar em Jornal da Tarde, ele mudou muito desde que foi criado como um jornal de vanguarda e voltado para uma certa elite capaz de entender sua linguagem gráfica e cultural. Depois de passar por várias transformações, minha impressão é que acabou se posicionando como um jornal voltado para uma massa maior de leitores médios.

O mesmo caminho que está sendo trilhado pela TV aberta, apelando para uma programação que atraia o gosto popular, mas que irá repelir anunciantes voltados para um público mais sofisticado. Onde estará esse público? Talvez a leitura de "The future of advertising" ajude a mostrar.

resenha resenhas resumo resumos livro livros crítica críticas opinião opiniões literatura literaturas comentário comentários

Queda da Propaganda, A
LAURA RIES AL RIES

Neste livro os autores, famosos estrategistas de marketing, apresentam uma nova era: a era de relações públicas. As principais marcas da atualidade nasceram da publicidade, não da propaganda. Uma análise mais detalhada da história das marcas modernas de maior sucesso mostra que isso é verdade. De fato, inúmeras marcas, entre elas Palm, Starbucks, The Body Shop, Wal-Mart, Red Bull e Zara foram construídas praticamente sem propaganda.
Usando histórias de caso de campanhas bem-sucedidas de RP, associadas a histórias de campanhas fracassadas, A queda da propaganda oferece valiosas idéias para os profissionais de marketing – ao mesmo tempo em que demonstra que:
. A propaganda carece de credibilidade, um ingrediente crucial para a construção da marca, e somente a RP pode proporcionar essa credibilidade.
. A abordagem estilo big-bang defendida pelos profissionais de propaganda deveria ser abandonada em favor da construção lenta pelas relações públicas.
. A propaganda só deveria ser usada para manter as marcas depois que elas já tiverem sido estabelecidas por meio da publicidade.

E a gorjeta, doutor?


Leia outros textos nos
arquivos.

Gostou do CAFÉ?
Anote no guardanapo e convide alguém!

De: ....
Para:
Comentário:


*Preencha todos os campos.

Mario Persona CAFE


Subscribe Free
Add to my Page

Cardápio Profissional:

Palestra Palestra com Manteiga
Planejamento Planejamento Light
Comunicação Comunicação Quente
Redação Redação com Ovomaltine
Tradução Tradução Inglesa
Experiência Experiência ao Ponto
Imprensa Imprensa na Chapa
Contato Fale com o Garçom

After Hours: Quero Contar, True Stories, Chapter-A-Day, O Pintor em Minha Janela

Copie o endereço RSS para seu leitor de feed O que é RSS?

Livros de Mario Persona

"Ser alguém é ter uma história para contar."
Isak Dinesen

Curioso para saber quem sou? Ok, você pediu. Para poupá-lo, vou começar nos anos 70. Após a fase mauricinho, virei hippie. Isso mesmo. Compus, cantei e toquei em festivais, vivi 3 anos só de macrobiótica e vesti bata de algodão de saco de farinha. Despojamento exterior de um Gandhi, mas vivendo como a rainha da Inglaterra, PAItrocinado no conforto de um apê só meu no Guarujá e faculdade particular em Santos.

Fim dos anos 70, desenhista, designer de ambientes e cartunista, recém formado arquiteto, metido em movimentos de contracultura e volta à natureza, fui morar no mato. Comprei um sítio após uma tentativa frustrada de morar numa comunidade. Onde? Alto Paraiso, GO. Foram 3 anos cantando "Refazenda", criando carrapatos, plantando mato e comendo arroz integral com gersal.

Foi também no fim dos 70 que nasci de novo, após três anos errando à procura de um sentido para a vida em filosofias do extremo oriente. Minha procura terminou no oriente médio
e os anjos ficaram alegres.

Voltei à civilização para continuar a carreira de arquiteto. Tive escritório de arquitetura, fui vendedor de materiais de acabamento, negociador no Banco Itaú e Cia do Metrô, editor de publicações cristãs da Verdades Vivas, tradutor técnico e diretor de comunicação e marketing da Widesoft.

Dinossauro da Internet no Brasil, em 1996 criei meu primeiro site, o bilíngüe
True Stories, seguido do trilíngüe Chapter-A-Day. Trabalhando na Widesoft, criei a comunidade Widebiz e ultimamente mantenho alguns blogs, como este CAFE, o biográfico Quero Contar e o devocional O Pintor em Minha Janela.

Hoje sou
palestrante, escritor, professor e estrategista de comunicação e marketing, além de garçom aqui no Mario Persona CAFE. Para saber mais é só clicar nos docinhos do cardápio profissional lá no alto.

Descobri o ócio criativo e faço que gosto trabalhando em casa. Meus clientes nunca iam ao meu escritório — nem eu — por isso decidi assumir o modelo home-office, conectado a um atendimento profissional, empresas parceiras, ao meu filho
Lucas Persona e aos meus clientes. Adotei o modelo futuro no presente.

Ao lado de minha mesa fica a poltrona de meu filho Pedro, que passa o dia escutando música. Quem é Pedro? Esta é uma outra história que você encontra no livro
"Uma Luta pela Vida", de minha filha Lia Persona, ou acompanhando o blog Quero Contar .

Com tanta
gente lendo meus textos, visitando meu site, assistindo minhas palestras, costumo receber um bom número de e-mails de leitores. Mas nenhum foi tão enigmático quanto aquele que trazia apenas uma pergunta: "Por que você se chama Mario Persona?".

"Você é o contador de histórias de sua própria vida, e poderá ou não criar sua própria lenda."
Isabel Allende



Vida, Carreira & Negócios - PodcastOneVida, Carreira & Negócios - PodcastOne


Powered By Greymatter

Copie o endereço RSS para seu leitor de feed O que é RSS?

 

 

Home | Planejamento | Comunicação | Redação | Tradução | Palestras | Coaching | Crônicas | Experiência | Imprensa | Contato

© Mario Persona Consultoria Ltda. contato@mariopersona.com.br Tel (19) 3038-4283 / Cel (19) 9789-7939 - Limeira - SP - Brasil

moving on, marketing de gente, gestão de mudanças em tempos de oportunidades, receitas de grandes negócios, crônicas de uma internet de verão


© Mario Persona

BlogBlogs.Com.Br Who links to my website?