Mario Persona CAFE - Crônicas de vida, carreira e negócios.

"É prova de alta cultura dizer as coisas mais profundas
do modo mais simples" -
Ralph Waldo Emerson 

Mario Persona é palestrante, escritor, conferencista, consultor, tradutor, professor de comunicação e marketing.

Mario Persona é palestrante, escritor, conferencista, consultor, tradutor, professor de comunicação e marketing.

Mario Persona CAFE

Últimas - Mario Persona CAFE Arquivos - Mario Persona CAFE Receba - Mario Persona CAFE Envie - Mario Persona CAFE Contato - Mario Persona CAFE

Quer publicar estas crônicas em seu site?

[Anterior: "De Gol em Gol"] [Página Inicial] [Próximo: "A oportunidade é careca"]

11/09/2003 Tiraram o e-book da prateleira
por Mario Persona

Tiraram o e-book da prateleira

A notícia chamou minha atenção: "Barnes & Nobles vai parar de vender e-books". Pois é... o prazer do papel impresso parece desafiar as mais modernas tecnologias, muito embora eu adoraria ter um tablete fácil de ler, se decidissem qual vai ser o padrão que irá vingar e o preço que não irá salgar.

Falei disso em uma crônica chamada "O fim do livro" há alguns anos. Existe uma geração que precisa morrer antes que o prazer de saborear páginas termine. Eu me incluo nela. "Do alto desta pirâmide quarenta e oito anos vos contemplam", eu diria se fosse Napoleão. Estou na idade dos bons restaurantes. Não conhece a piada? É velha, mas aqui vai:

Aos vinte, o rapaz volta da viagem à praia entusiasmado: Tinha cada gatinha!
Aos quarenta, o homem volta da viagem à praia com água na boca: Tinha cada restaurante!
Aos setenta, o veterano volta da viagem à praia decepcionado: Não tinha uma farmácia aberta!

Recentemente comprei uma revista com um dicionário em CD e de graça encontrei 200 livros, obras clássicas em e-book. Sabe que ainda não tive a curiosidade de abrir nenhuma delas? No entanto, terça-feira no aeroporto de Recife, não queria enfrentar as quatro horas de volta lendo o livro de negócios que levei. Queria algo mais saboroso.

Por isso entrei na livraria, mas quase sucumbi à compra de "Como as mulheres compram", mas o preço e a voz da consciência dizendo "Cuidado! Esse é um livro de negócios também! Não quer descansar?" foram suficientes para eu devolvê-lo à estante. Então achei Machado de Assis, "Contos Escolhidos", por menos de 8 reais, uma coleção ótima da Martin Claret em livros de bolso.

Vim sorvendo o texto de um autor que há mais de cem anos escrevia como escrevemos hoje, uma linguagem jornalística, ainda que rica em detalhes. Parágrafos curtos, sentenças breves, inversões completas no rumo e surpresas para tirar o leitor do caminho que pensou que iria percorrer. Ao contrário de autores estrangeiros que na mesma época escreviam parágrafos com mais de uma página.

Tinha alguma coisa em meu palm, mas nem pensar em ler. Queria um livro para dobrar o canto da página, sentir seu cheiro, rabiscar. E deixar as pessoas olharem para a capa para pensarem que sou um cara culto. Já viu quanta gente desfila livros por metrôs e ônibus? Existe um quê de prestígio em ser visto com um livro. Collor, em suas viagens, passava recados ao país e aos seus iguais pelo título do livro que carregava.

Quanto ao e-book, parece que seu papel mais importante tem sido na divulgação de algum produto ou serviço, como escrevi em "E-book: Você ainda vai escrever um". A preocupação de que seria preciso travar de todos os lados o e-book para evitar perder dinheiro com cópias foi o assunto que tratei em "Músicas, livros e figurinhas" há alguns anos, mas parece que o hábito arraigado em pessoas como eu conspira contra o fim do livro como o conhecemos. Falo do livro para ler, não o de pesquisa ou consulta. Neste caso as enciclopédias continuarão indo para o vinagre, sem conseguirem competir com o volume de informação imediata e grátis para consulta na Internet.

Veja o que está acontecendo com uma das maiores livrarias do mundo que usa sistema de e-book do maior vendedor de software do mundo para seus e-books:

Barnes & Noble to Stop Selling Ebooks

Barnes & Noble stopped selling ebooks. Purchasers have about three months to download their previous purchases. The country's largest retailer and distributor of books invested a great deal of money in ebook distribution starting in 1999 Microsoft signed a deal with the chain to promote its proprietary book format. Read...



E por falar em livro, ontem fiz minha boa ação com um atentado de livro-bomba. Abandonei na faculdade onde leciono dois de meus livros devidamente etiquetados com instruções do www.bookcrossing.com na capa. Quando voltei já tinham criado asas. Pernas, quero dizer, pois é esta a idéia. Pelo jeito a crônica que escrevi sobre o assunto está dando resultado. Hoje recebi este e-mail:

"Sou membro da WideBiz há alguns meses (apesar de nunca ter postado coisa alguma) e tenho acompanhado todas as discussões (positivas ou não), brigas, propagandas, artigos e elucubrações que têm circulado por lá. A idéia do Bookcrossing me chamou a atenção... e agora virei um divulgador dela. Me inscrevi no site e gostaria de saber qual o teu Screen Name para que eu coloque no campo "Reffered By." (meu screen name no www.bookcrossing.com é "mariopersona")

E a gorjeta, doutor?


Respostas: 3 Pessoas comentaram. E você, qual é sua opinião?

online ********* main

Enviado por npsplo4@search.com em 17/05/2006


Li em algum lugar esse verso e faço dele meu comentário.

Um livro aberto é um cérebro que fala;
Fechado, um amigo que espera;
Esquecido, uma alma que perdoa;
Rasgado, um coração que chora.

Terezinha

Enviado por Terezinha Augusto em 12/09/2003


O fim do livro impresso poderá nos deixar uma enorme lacuna histórica e referencial. Hoje podemos, ao manusear um livro antigo, sentir que o mesmo foi saboreado pelos nossos ancestrais, e até conhecer um pouco de suas mentes ao ler anotações nas bordas das páginas. Será uma grande perda.

Renato

Enviado por Renato Tadeu GAschler em 12/09/2003


Publique aqui seu Comentário. Ele ficará visível nesta página. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do autor deste blog.

Quer falar em particular? Envie um e-mail para
contato@mariopersona.com.br

*Nome (obrigatório):

E-Mail (opcional):

Site (opcional):

Comentário

Código de segurança anti-spam:
Digite aqui em letras maiúsculas)


Leia outros textos nos
arquivos.

Gostou do CAFÉ?
Anote no guardanapo e convide alguém!

De: ....
Para:
Comentário:


*Preencha todos os campos.

Mario Persona CAFE


Subscribe Free
Add to my Page

Cardápio Profissional:

Palestra Palestra com Manteiga
Planejamento Planejamento Light
Comunicação Comunicação Quente
Redação Redação com Ovomaltine
Tradução Tradução Inglesa
Experiência Experiência ao Ponto
Imprensa Imprensa na Chapa
Contato Fale com o Garçom

After Hours: Quero Contar, True Stories, Chapter-A-Day, O Pintor em Minha Janela

Copie o endereço RSS para seu leitor de feed O que é RSS?

Livros de Mario Persona

"Ser alguém é ter uma história para contar."
Isak Dinesen

Curioso para saber quem sou? Ok, você pediu. Para poupá-lo, vou começar nos anos 70. Após a fase mauricinho, virei hippie. Isso mesmo. Compus, cantei e toquei em festivais, vivi 3 anos só de macrobiótica e vesti bata de algodão de saco de farinha. Despojamento exterior de um Gandhi, mas vivendo como a rainha da Inglaterra, PAItrocinado no conforto de um apê só meu no Guarujá e faculdade particular em Santos.

Fim dos anos 70, desenhista, designer de ambientes e cartunista, recém formado arquiteto, metido em movimentos de contracultura e volta à natureza, fui morar no mato. Comprei um sítio após uma tentativa frustrada de morar numa comunidade. Onde? Alto Paraiso, GO. Foram 3 anos cantando "Refazenda", criando carrapatos, plantando mato e comendo arroz integral com gersal.

Foi também no fim dos 70 que nasci de novo, após três anos errando à procura de um sentido para a vida em filosofias do extremo oriente. Minha procura terminou no oriente médio
e os anjos ficaram alegres.

Voltei à civilização para continuar a carreira de arquiteto. Tive escritório de arquitetura, fui vendedor de materiais de acabamento, negociador no Banco Itaú e Cia do Metrô, editor de publicações cristãs da Verdades Vivas, tradutor técnico e diretor de comunicação e marketing da Widesoft.

Dinossauro da Internet no Brasil, em 1996 criei meu primeiro site, o bilíngüe
True Stories, seguido do trilíngüe Chapter-A-Day. Trabalhando na Widesoft, criei a comunidade Widebiz e ultimamente mantenho alguns blogs, como este CAFE, o biográfico Quero Contar e o devocional O Pintor em Minha Janela.

Hoje sou
palestrante, escritor, professor e estrategista de comunicação e marketing, além de garçom aqui no Mario Persona CAFE. Para saber mais é só clicar nos docinhos do cardápio profissional lá no alto.

Descobri o ócio criativo e faço que gosto trabalhando em casa. Meus clientes nunca iam ao meu escritório — nem eu — por isso decidi assumir o modelo home-office, conectado a um atendimento profissional, empresas parceiras, ao meu filho
Lucas Persona e aos meus clientes. Adotei o modelo futuro no presente.

Ao lado de minha mesa fica a poltrona de meu filho Pedro, que passa o dia escutando música. Quem é Pedro? Esta é uma outra história que você encontra no livro
"Uma Luta pela Vida", de minha filha Lia Persona, ou acompanhando o blog Quero Contar .

Com tanta
gente lendo meus textos, visitando meu site, assistindo minhas palestras, costumo receber um bom número de e-mails de leitores. Mas nenhum foi tão enigmático quanto aquele que trazia apenas uma pergunta: "Por que você se chama Mario Persona?".

"Você é o contador de histórias de sua própria vida, e poderá ou não criar sua própria lenda."
Isabel Allende



Vida, Carreira & Negócios - PodcastOneVida, Carreira & Negócios - PodcastOne


Powered By Greymatter

Copie o endereço RSS para seu leitor de feed O que é RSS?

 

 

Home | Planejamento | Comunicação | Redação | Tradução | Palestras | Coaching | Crônicas | Experiência | Imprensa | Contato

© Mario Persona Consultoria Ltda. contato@mariopersona.com.br Tel (19) 3038-4283 / Cel (19) 9789-7939 - Limeira - SP - Brasil

moving on, marketing de gente, gestão de mudanças em tempos de oportunidades, receitas de grandes negócios, crônicas de uma internet de verão


© Mario Persona

BlogBlogs.Com.Br Who links to my website?