Mario Persona CAFE - Crônicas de vida, carreira e negócios.

"É prova de alta cultura dizer as coisas mais profundas
do modo mais simples" -
Ralph Waldo Emerson 

Mario Persona é palestrante, escritor, conferencista, consultor, tradutor, professor de comunicação e marketing.

Mario Persona é palestrante, escritor, conferencista, consultor, tradutor, professor de comunicação e marketing.

Mario Persona CAFE

Últimas - Mario Persona CAFE Arquivos - Mario Persona CAFE Receba - Mario Persona CAFE Envie - Mario Persona CAFE Contato - Mario Persona CAFE

Quer publicar estas crônicas em seu site?

[Anterior: "Teddy Bear-Pererê"] [Página Inicial] [Próximo: "Tiraram o e-book da prateleira"]

08/09/2003 De Gol em Gol
por Mario Persona

De Gol em Gol

Quando pedi ao cliente que reservasse vôo pela Gol, estranhou. Não é a primeira pessoa que comenta de palestrantes exigindo outra companhia.

A verdade é que eu não tinha escolhido a empresa aérea, mas o horário do vôo, que era Gol. Cabia melhor em minha agenda. Mas aproveito para dizer que a companhia me agrada. Tem uma proposta diferente e criativa, daí ter me cativado no primeiro vôo.

Em minhas andanças já ouvi de palestrante que só viaja com essa ou aquela, só fica em hotel assim e come em restaurante assado. Ouvi de um que especificava a marca da água mineral na hora da palestra, como o Pavarotti especifica o provolone que aromatiza sua voz. Tudo bem, cada um tem suas preferências.

Alguém explicou que agir assim valoriza o palestrante, dá status, mostra que é estrela e tal. Pode ser. Mas também pode não ser. Me faz lembrar de um pregador americano contratado por uma denominação religiosa brasileira para vir aqui falar.

Ex-viciado, ex-delinqüente e ex-outras coisas em Nova Iorque, não quis ficar no hotel 4 estrelas que escolheram para ele aqui. Precisaram providenciar às pressas um 5 estrelas na cidade vizinha para abrigar o emergente que agora se achava mais gente. Era o hálito de peru fazendo ele se esquecer da mortadela.

Mas eu estava falando da Gol, e gosto dela porque não é nem peru, nem mortadela. É racional, o que eu preciso e só. Já fui piloto privado e sei reconhecer a diferença entre uma aeronave nova e uma refeição quente.

Há outros detalhes inteligentes também O manequim das comissárias de bordo é funcional no design serviçal. Mostra que estão ali para resolver. Tem também a valorização do saco de lixo, que desfila orgulhoso pelo corredor, com uma lição de cidadania tocando no alto falante: "Queremos deixar a aeronave limpa para vocês e para quem embarca aqui". Quanto mais primeiro mundo quisermos ser, mais respeito pelo outro vamos ter que aprender.

Tem mais. O merchandising nas poltronas ajuda a pagar minha passagem, por que não? O bilhete é pela Internet, sem capa colorida, só uma tirinha de papel sem burocracia. Tudo traz no bojo um forte apelo de marketing alternativo e radical, e gosto disso. Até da barrinha de cereais, uma das poucas oportunidades que tenho de fazer um regiminho.

Mas, como ninguém é de ferro, nesta escala no Aeroporto de Salvador encontrei uma tomada para ligar meu notebook de bateria arriada e escrevi esta diante de um sortido de quibe e esfiha. No intervalo do tempo regulamentar e antes do próximo Gol, vou fazer uma boquinha.

E a gorjeta, doutor?


Respostas: 6 Pessoas comentaram. E você, qual é sua opinião?

Pegando o gancho do Alfeo..
O Comandante Dickson é ótimo! Além disso me deixou fotografar a cabine de comando.

Enviado por Eduardo Dias em 08/03/2005


Não tive tempo de ler.. MAs vou ter q voltar aki com mais tempo!! É muuito chique!

"A muito tempo o sentimento bom do amor ronda nossos corações, mas o destino nos afastou quando era hora de deixar ficar... Vamos escrever juntos um pouco de nós."
Venha visitar meu blog!!

Enviado por Paula em 07/03/2004


Quer dizer que você escreve crônicas até em escalas. Fantástico!! Aeroporto é um dos lugares que mais aguçam (será que existe essa palavra?) a criatividade, não? Gente de todo tipo, diferentes objetivos, pessoas importantes mal vestidas, pessoas menos importantes, mas num terno impecável. E eu ainda fico com preguiça de escrever meu blog, em minha casa, quando chego da faculdade. Vou pensar melhor.
Abraços.
---------
R: Oi, Daniel. Aprendi que dava para escrever e pensar em público quando escrevi uma crônica há 4 anos atrás em uma mesa de lanchonete em um shopping (Servimos bem para servir sempre). Às vezes as melhores idéias são as que surgem e são logo anotadas. A pior situação para um escritor não é estar em um lugar público, mas estar numa página em branco e perguntar: "Sobre o que vou escrever...?"

Enviado por Daniel Razera em 11/09/2003


Prezado Mário!

Você é quem faz um gol de placa com suas crônicas!

Graças a vocè, tenho um Blogger, um e-mail e estou construindo um site.

Antes de ler seus artigos, eu apenas trabalhava, sem olhar para minha imagem e meu marketing pessoal e o resultado era frustração. Agora começo a vislumbrar um pequeno retorno!

Obrigado por dividir se "manjar de escrever" com todos nós!

Quando puder, visite meu blog e critique para que eu cresça!

Abraços,

Ronaldo.

Enviado por Ronaldo Novaes em 10/09/2003


Aproveitando o gancho, quero tornar público que o Comandante Dickson, da GOL, é um excelente
Marketeiro Psicólogo.Antes de cada vôo ele conversa na cabine dos passageiros apresentando-se e desejando a todos um ótimo vôo, com uma descontração ímpar.Já sugeri à GOL que instituísse esse
"Marketing Psicológico" em todos os vôos o que, com certeza, deixa os clientes/passageiros mais à vontade. O próprio comandante Dickson poderia ensinar aos seus pares o seu exclusivo Know-How, em treinamento específico.Já que a GOL quer se diferenciar inteligentemente, por que não?
Ah, pode ir pesquisando também uma variação no lanchinho. Só tablete de cereais, para quem viaja muito, também enjoa.
Outra coisa, pode cortar o Preto
Total do uniforme, mesclando o laranja(cor oficial) com um design moderno, sei lá o logo estilizado nas bordas enfim, contratem um designer para tentar quebrar o Preto Total, que a meu ver tá mais pra funerária do que para serviço de bordo.Preto total só no Matrix.É coisa de gringo. O Brasil é muito colorido...
No mais está de parabéns pela nova proposta para o mercado.

Enviado por Alfeo Clementi Jr. em 10/09/2003


Prezado Mário:

A sua opção pelo quibe e esfiha me remeteram às despesas comuns rateadas em condomínio (água, principalmente), onde elas são maximizadas. Porque são comuns abuso, quando tenho de assumí-las, gasto conforme minhas necessidades e possibilidades. Os condomínios que alteraram seu sistema de tarifação de água (por unidade) reduziram pela metade seus custos com o precioso líquido, além de não terem que pagar pelo inadimplente. Cuidar da limpeza e instalação de torres e propaganda nos prédios também ajudam na redução dos custos.
Quanto mais for possível separar despesas e reduzir custos melhor para atigir as metas, sejam elas morar ou viajar.
Parabéns pelo blog, gostei!!
obrigado
Élio

Enviado por Élio em 09/09/2003


Publique aqui seu Comentário. Ele ficará visível nesta página. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião do autor deste blog.

Quer falar em particular? Envie um e-mail para
contato@mariopersona.com.br

*Nome (obrigatório):

E-Mail (opcional):

Site (opcional):

Comentário

Código de segurança anti-spam:
Digite aqui em letras maiúsculas)


Leia outros textos nos
arquivos.

Gostou do CAFÉ?
Anote no guardanapo e convide alguém!

De: ....
Para:
Comentário:


*Preencha todos os campos.

Mario Persona CAFE


Subscribe Free
Add to my Page

Cardápio Profissional:

Palestra Palestra com Manteiga
Planejamento Planejamento Light
Comunicação Comunicação Quente
Redação Redação com Ovomaltine
Tradução Tradução Inglesa
Experiência Experiência ao Ponto
Imprensa Imprensa na Chapa
Contato Fale com o Garçom

After Hours: Quero Contar, True Stories, Chapter-A-Day, O Pintor em Minha Janela

Copie o endereço RSS para seu leitor de feed O que é RSS?

Livros de Mario Persona

"Ser alguém é ter uma história para contar."
Isak Dinesen

Curioso para saber quem sou? Ok, você pediu. Para poupá-lo, vou começar nos anos 70. Após a fase mauricinho, virei hippie. Isso mesmo. Compus, cantei e toquei em festivais, vivi 3 anos só de macrobiótica e vesti bata de algodão de saco de farinha. Despojamento exterior de um Gandhi, mas vivendo como a rainha da Inglaterra, PAItrocinado no conforto de um apê só meu no Guarujá e faculdade particular em Santos.

Fim dos anos 70, desenhista, designer de ambientes e cartunista, recém formado arquiteto, metido em movimentos de contracultura e volta à natureza, fui morar no mato. Comprei um sítio após uma tentativa frustrada de morar numa comunidade. Onde? Alto Paraiso, GO. Foram 3 anos cantando "Refazenda", criando carrapatos, plantando mato e comendo arroz integral com gersal.

Foi também no fim dos 70 que nasci de novo, após três anos errando à procura de um sentido para a vida em filosofias do extremo oriente. Minha procura terminou no oriente médio
e os anjos ficaram alegres.

Voltei à civilização para continuar a carreira de arquiteto. Tive escritório de arquitetura, fui vendedor de materiais de acabamento, negociador no Banco Itaú e Cia do Metrô, editor de publicações cristãs da Verdades Vivas, tradutor técnico e diretor de comunicação e marketing da Widesoft.

Dinossauro da Internet no Brasil, em 1996 criei meu primeiro site, o bilíngüe
True Stories, seguido do trilíngüe Chapter-A-Day. Trabalhando na Widesoft, criei a comunidade Widebiz e ultimamente mantenho alguns blogs, como este CAFE, o biográfico Quero Contar e o devocional O Pintor em Minha Janela.

Hoje sou
palestrante, escritor, professor e estrategista de comunicação e marketing, além de garçom aqui no Mario Persona CAFE. Para saber mais é só clicar nos docinhos do cardápio profissional lá no alto.

Descobri o ócio criativo e faço que gosto trabalhando em casa. Meus clientes nunca iam ao meu escritório — nem eu — por isso decidi assumir o modelo home-office, conectado a um atendimento profissional, empresas parceiras, ao meu filho
Lucas Persona e aos meus clientes. Adotei o modelo futuro no presente.

Ao lado de minha mesa fica a poltrona de meu filho Pedro, que passa o dia escutando música. Quem é Pedro? Esta é uma outra história que você encontra no livro
"Uma Luta pela Vida", de minha filha Lia Persona, ou acompanhando o blog Quero Contar .

Com tanta
gente lendo meus textos, visitando meu site, assistindo minhas palestras, costumo receber um bom número de e-mails de leitores. Mas nenhum foi tão enigmático quanto aquele que trazia apenas uma pergunta: "Por que você se chama Mario Persona?".

"Você é o contador de histórias de sua própria vida, e poderá ou não criar sua própria lenda."
Isabel Allende



Vida, Carreira & Negócios - PodcastOneVida, Carreira & Negócios - PodcastOne


Powered By Greymatter

Copie o endereço RSS para seu leitor de feed O que é RSS?

 

 

Home | Planejamento | Comunicação | Redação | Tradução | Palestras | Coaching | Crônicas | Experiência | Imprensa | Contato

© Mario Persona Consultoria Ltda. contato@mariopersona.com.br Tel (19) 3038-4283 / Cel (19) 9789-7939 - Limeira - SP - Brasil

moving on, marketing de gente, gestão de mudanças em tempos de oportunidades, receitas de grandes negócios, crônicas de uma internet de verão


© Mario Persona

BlogBlogs.Com.Br Who links to my website?